Análise - Produção industrial avançou 0,7% em fevereiro. Economia recupera-se lentamente.


O número reforça a percepção de retomada da atividade econômica mais lenta do que o esperado inicialmente. Outros dados de atividade econômica divulgados até o momento têm indicado uma retomada bastante lenta da economia neste ano.

A produção industrial registrou alta de 0,7% na passagem de janeiro para fevereiro, de acordo com dados divulgados ontem na Pesquisa Industrial Mensal (PIM/IBGE). O resultado, já ajustado sazonalmente, ficou ligeiramente abaixo do esperado pelo mercado (1,0%), sugerindo uma recuperação da atividade econômica mais gradual do que o previsto inicialmente. Esse número, entretanto, reverte a queda de 0,7% observada no mês anterior.

O avanço em fevereiro foi influenciado pelo crescimento da produção de bens de capital e de bens de consumo duráveis, que refletiram principalmente a maior produção de caminhões e de automóveis, respectivamente. Por outro lado, os recuos na margem da produção de bens intermediários – que representam a categoria com maior peso na PIM – e da indústria extrativa, que traz os efeitos da interrupção da produção de minério de ferro em Minas Gerais, por conta do recente rompimento da barragem de Brumadinho. Os desdobramentos daquele acontecimento também têm se refletida nas cotações internacionais da commodity, conforme acompanhado na alta dos preços ao produtor (IPA).

Na comparação interanual, a produção manufatureira avançou 2,0%, o que levou a um crescimento acumulado de 0,5% em doze meses – o mesmo observado em janeiro. 

Nenhum comentário: