Istoé/Sensus diz que Bolsonaro vence qualquer candidato no segundo turno

A pesquisa Istoé/Sensus, divulgada esta noite, mostra que no caso de um segundo turno, Jair Bolsonaro derrotaria qualquer candidato, mas contra Fernando Haddad haveria virtual empate técnico.

2o Turno
Jair Bolsonaro, 37,2%
Fernando Haddad, 36,3%

17 comentários:

Anônimo disse...

Dá -lhe BOLSONARO, campeão, vítima de atentado político, com infecção ou não . Estamos juntos .!!!

Anônimo disse...

Isso
ERA antes da campanha do Bolsonaro dizer que vai acabar com o 13* salário

Anônimo disse...

Mas que diabos; eu não sei ler e interpretar o que está escrito, só o edit.
SENSSUS

Nas simulações de segundo turno, permanece quadro de divisão do País, com empate entre os candidatos.

Sai coisa direcionada.......

Anônimo disse...

Porém, empata com o poste de PT.

Conjunção coordenada sindética adversativa- porém....

kaakakakakakak

Anônimo disse...

Reflexão para indeciso se vota ou não em Bolsonaro no 1 turno:
1) Haddad é eleito no 2 turno;
2) Haddad dá indulto a Lula e o nomeia Min Chefe da Casa Civil;
3) Haddad sofre impeachment;
4) Manuela D'Ávila (ái!) vira Presidente;
5) Lula governa, de novo, o Brasil por tabela.
Melhor resolver tudo no 1 turno:BOLSONARO 17.

Anônimo disse...

Fala, Mourão! Não se deixe calar pelo capitão! O povo brasileiro precisa conhecer suas ideias:

Kiko Nogueira - 27 set 2018 - DCM

​Hamilton Mourão, prócer da República, vice na chapa de Jair Bolsonaro para presidente, brilhou novamente.

Desta vez foi numa palestra magnífica na Câmara de Dirigentes Lojistas de Uruguaiana (CDL), no RS.

“Temos umas jabuticabas que a gente sabe que são uma mochila nas costas de todo empresário”, pontuou o sábio general, despertando a atenção da plateia até então dispersa.

“Jabuticabas brasileiras: 13º salário. Como a gente arrecada 12 (meses) e pagamos 13? O Brasil é o único lugar onde a pessoa entra em férias e ganha mais. São coisas nossas, a legislação que está aí. A visão dita social com o chapéu dos outros e não do governo.”

O velho soldado tem sido preciso e infalível como Bruce Lee, afiado como uma espada de samurai.

É uma verdadeira metralhadora de verdades indisputáveis que não pode, de maneira alguma, ser calada.

Após o atentado a seu chefe, cravou: “Os profissionais da violência somos nós”.

Chamou de “mulambada” o conjunto de países africanos da diplomacia Sul-Sul de Lula.

As famílias nas quais mães e avós criam os filhos, em áreas carentes, são “fábrica de elementos desajustados que tendem a ingressar em narco-quadrilhas”.

Depois lhe deram a oportunidade de fazer um adendo: isso não se aplica aos núcleos familiares ricos. Ufa!

Aventou a possibilidade de um “autogolpe” quando “você vê que o país está indo para uma anomia, uma anarquia generalizada, que não há mais respeito pela autoridade, grupos armados andando pela rua…”.

Criticou as crianças “de 10, 11 anos” que estudam filosofia e não “matérias mais importantes”.

Em Bagé, deu uma amostra de sua erudição médica. “Por que preciso gastar dinheiro com uma campanha de vacinação? Todo mundo tem celular, basta mandar uma mensagem”.

A Constituição de 1988 “foi um erro”, lembrou, porque a Carta “não precisa ser feita por eleitos pelo povo. Já tivemos vários tipos de Constituição que vigoraram sem ter passado pelo Congresso eleito”.

A solução? Ora: “Fazemos um conselho de notáveis e depois submetemos a plebiscito”.

É evidente que o douto Mourão está se incluindo nesse grupo. E faz sentido!

Uma república dos filósofos de Platão, elaborada pela fina flor da intelectualidade em diversas áreas, nosso militar à frente.

Quem melhor que ele para arregimentar as grandes cabeças da nação em torno de um projeto altivo, digno, patriótico e vencedor?

Do leito do hospital, Jair, debatendo-se, tenta dar um cala boca em seu segundo homem. Acha ele que perderá votos.

Injustiça com esse imenso brasileiro! Não se pode aceitar essa quebra de hierarquia!

Os loucos às vezes se curam, os imbecis nunca, escreveu Oscar Wilde.

O apelo que assoma no horizonte é claro e límpido como a água que escorre da montanha onde cabo Daciolo recebeu as tábuas da lei: deixem o Mourão falar! Deixem o Mourão falar!

A democracia agradece.

Anônimo disse...

Venceria qualquer candidato, menos um candidato...

Anônimo disse...

Esperem o eleitorado "precificar" as declarações do Gen. Mourão... O bolso é a parte mais sensível do corpo humano... Já imaginaram os Shopping centers sem vendas de Natal, ninguém pagando IPTU e IPVA em cota única... Os comerciantes e as prefeituras estão adorando...

Anônimo disse...

MP Eleitoral pede veto a funk de bolsonaristas que compara mulheres a “cadelas”:

27 setembro, 2018 - DCM

Reportagem de Kleber Nunes no Estado de S.Paulo informa que o Ministério Público Eleitoral de Pernambuco entrou com uma representação, nesta quinta-feira, 27, na Justiça Eleitoral pedindo o impedimento da reprodução da música “Proibidão do Bolsonaro” na carreata organizada pelo deputado federal e candidato à reeleição Luciano Bivar (PSL) em apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro. O ato está marcado para o próximo domingo, 30, na zona sul do Recife.

De acordo com a publicação, a letra, de autoria do chamado MC Reaça, compara mulheres a cadelas e faz críticas à CUT e a políticos como Ciro Gomes, que disputa a Presidência pelo PDT, Manuela D’Ávila (PCdoB), candidata a vice na chapa de Fernando Haddad (PT), e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Operação Lava Jato. A paródia da música “Baile de Favela”, de MC João, embalou a “Marcha da Família com Bolsonaro”, evento realizado no último domingo, 23, na orla da praia de Boa Viagem, zona sul do Recife. A canção que diz “Dou pra CUT pão com mortadela. E pras feministas, ração na tigela. As mina de direita, são as top mais bela. Enquanto as de esquerda tem mais pelo que cadela” gerou polêmica nas redes sociais e moções de repúdio de organizações da sociedade civil.

A Comissão da Mulher Advogada da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção de Pernambuco (OAB/PE), classificou que a música “incita o ódio, a violência e o preconceito” contra o movimento feminista. “Reforçando a cultura machista e misógina que, infelizmente, ainda insiste em matar muitas mulheres todos os dias”, diz a nota. A Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa do Estado também emitiu nota criticando a letra, completa o Estadão.

Anônimo disse...

Folha confirma: Bolsonaro ameaçou matar a mulher:

Brasileiros na Noruega desmentem o "desmentido" de Ana Cristina Valle

27/09/2018 - Conversa Afiada

Fernando teria alugado um quarto para aquela que deveria morrer (Reprodução: Folha de S. Paulo)

Brasileiros que conviveram com ex-mulher de Bolsonaro na Noruega confirmam que ela relatava ameaça

Cinco brasileiros que vivem na Noruega e conviveram com Ana Cristina Valle, ex-mulher de Jair Bolsonaro (PSL), confirmaram à Folha o relato que consta em documento oficial do Itamaraty, redigido em 2011.

O registro diplomático informa que ela afirmou ao vice-cônsul naquele país que havia sido ameaçada de morte pelo ex-marido e que por isso havia fugido do Brasil.

O caso foi revelado pela Folha, nesta terça (25). Logo após a publicação da reportagem, Ana Cristina divulgou vídeo nas redes sociais no qual negava ter falado sobre o assunto com a embaixada brasileira, rechaçava ter sido alvo de qualquer ameaça e defendia Jair Bolsonaro, atacando a imprensa.

Dos cinco brasileiros que aceitaram falar com a reportagem, quatro disseram que só o fariam sob anonimato, com medo de represália. Uma decidiu se identificar.

Simone Afonso, ainda reside na Noruega e conta que conheceu Ana Cristina em 2009, quando ela deixou o Brasil. “Ela tentou asilo político aqui, o que foi negado pelo departamento de imigração local. Dizia que estava sendo ameaçada pelo ex-marido, o Jair Bolsonaro, que ele havia tirado a guarda do filho dela”, contou.

“Todo mundo aqui em Oslo sabe que o discurso dela era: estou aqui por medo do meu ex-marido”, continuou. “E se você quiser, a gente pode fazer uma lista de pessoas daqui que sabem dessa história.”

As outras quatro testemunhas relatam o caso da mesma forma. (...) Segundo os relatos dos brasileiros, ela costumava repetir que a “minha cabeça vale R$ 50 mil”.

Simone Afonso contou que Ana chegou a morar na casa de um brasileiro em Oslo. Fernando Xavier, disse ela, teria alugado um quarto para a ex-mulher de Bolsonaro até que ela pudesse se estabelecer no país.

Em suas redes sociais, Xavier compartilhou a reportagem da Folha desta terça (25). “Olha as verdades surgindo do teatro de vampiros!!!! (sic) Chegou ameaçada e ficou anos sem ver o filho!!!”, escreveu. “Eu sou testemunha e muitas outras pessoas da sociedade de Oslo!!!”

(...) Quando ainda morava no exterior, a ex-mulher de Bolsonaro contou aos brasileiros detalhes da disputa judicial que travou com o ex-marido pela guarda do filho do casal, Renan.

Uma das pessoas com as quais a Folha conversou disse ter enviado para Ana Cristina, no Brasil, a certidão de nascimento com a qual ela conseguiu tirar o filho do país sem a autorização de Bolsonaro —foi isso o que levou o deputado a mobilizar o Itamaraty.

A ex-mulher do presidenciável usou um documento antigo, anterior ao reconhecimento da paternidade. Nele, apenas seu nome constava como responsável pelo menino. Essa mesma pessoa diz que presenciou a ligação do vice-cônsul que consta no telegrama reservado arquivado no Itamaraty. (...)

GILALMEIDA disse...


Mas somos muitos que querem que vença no primeiro turno.

O difícil é ultrapassar as maquininhas viciadas... e apuração à portas fechadas.

Anônimo disse...

Se não tivermos alguma salvaguarda, a transição não será pacífica, ainda mais sabendo que um lado possível fácil acesso às armas fornecidas pelas FARCs et caterva.

Bolsa nos comunistas! 💪👊 disse...

Interessante: ... Segundo a pesquisa, no segundo turno o Bolsa ganha de todos e isto não é a manchete... ? Depois, o pior: o nome do link que leva a matéria é outra atração comunista à parte “vamos-mesmo-por-esse-caminho” 🤔

https://istoe.com.br/vamos-mesmo-por-esse-caminho/

Carlos Silva disse...

isso foi antes do cofre!

Anônimo disse...

O pessoal não está levando em conta que no segundo turno os candidatos tem o mesmo tempo de TV.
O Bolsonaro está doente no hospital, o cara tento matá-lo quer dar entrevista e todas mídias estão numa guerra contra, se ganhar é porque o povo quer mudança mesmo.
Mas num país que os professores votam num semianalfabeto o prêmio Nobel passa longe.

Anônimo disse...

Um candidato esfaqueado, no hospital e há mais de um mês sem poder fazer campanha continua liderando e crescendo consistentemente ; vergonha para estes outros candidatos e a mídia q o massacra todos os dias. O povo brasileiro há de dar a resposta nas urnas dando a Vitória a Bolsonaro.

Anônimo disse...

ATENÇÃO ELEITOR ESCLARECIDO. VOTO IDEOLÓGICO É PARA PETISTA. SE VOCÊ NÃO QUER A VOLTA DO PT E DO LULA AO PODER, A HORA É ESTA: VOTO ÚTIL E SANEADOR, PARA LIMPAR GERAL! BOLSONARO 17 NO PRIMEIRO TURNO. LULA ESTÁ NA PRISÃO, BOLSONARO É CAPITÃO. COM O SEU VOTO, ELEITOR, SALVE A NAÇÃO!!!