Número de ações trabalhistas quase cai pela metade no RS

Despencou 39% o número de processos trabalhistas no RS no primeiro semestre.

A comparação é com o semestre do ano anterior.

É efeito da reforma trabalhista.

O jornalista Túlio Milman, Zero Hora, ao passar a informação, contou que foram 58,2 mil ações este ano, contra 94,9 mil no ano passado.

O Vale do Sapateiro é recordista.

12 comentários:

Anônimo disse...

Conheço um sujeito que amealhou um patrimônio considerável com os processos trabalhistas contra a CEEE. Quero ver como vão ficar estes advogados que faturavam alto com isso.

Anônimo disse...

Dito isso ( que expressão mais calhorda, desculpem) o próximo passo é acabar de vez com o Ministério do trabalho e com os Tribunais do Trabalho e botar essa juízada a trabalhar na criminalidade que assola o país. Concordam ou não?

Você já entrou num banheiro de um prédio do TRTs?
Nem no palácio de Buckingham...tem tanto mármore...

Joel Robinson

MISS PEDALADA 2016 disse...

A justiça do trabalho nada mais era do que uma bem montada indústria de direitos duvidosos e/ou inexistentes, com uma penca de juízes e funcionários caros e improdutivos. Acabou, chega !!!!!

Anônimo disse...

E a juizada petralha aponta isso como uma consequência negativa da reforma trabalhista...Bando de comunas vagabundos, a hora que acabarem com essa excrescência quero ver esses FDP terem que julgar processos de verdade para fazer juz aos seus trinta e poucos mil por mês.

Anônimo disse...

O BRAZIL A K BÔ...

Anônimo disse...


No próximo exame da OAB tente passar de novo !!

Anônimo disse...

Viva! Mais empresas que não precisaram fechar suas portas pra pagar o cuato do peão mentiroso!

Anônimo disse...

Viva! Mais empresas que não precisaram fechar suas portas pra pagar o custo do peão mentiroso!

Anônimo disse...

Vai demorar cinco anos ou mais para a justiça engolir a nova lei trabalhista, seria bom que até lá ela não mais existisse, ou melhor ser unificada com a justiça comum!

Anônimo disse...

Festejaria e muito, o fechamento da justiça do trabalho. Assim mesmo, com letras minúsculas, do tamanho de sua estatura moral e ética. Um antro de ideologia esquerdopata, a chancelar mentiras e chicanas, sempre em desfavor de quem arrisca e empreende.

Anônimo disse...

ADVOGADOS e POLÍTICOS RICOS empresários pobres e mal falados!

Anônimo disse...

Essa reforma e o fim do imposto sindical obrigatório foram dois acertos de temer.