Unidade Básica de Saúde da Serraria fecha por causa da violência do tráfico em Porto Alegre

Os repetidos casos de violência na Vila dos Sargentos, zona Sul de Porto Alegre, provocaram o inesperado fechamento da unidade básica de saúde do bairro Serraria. O Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers), informou ao editor que  o fechamento por essas motivações é inédito e teve como ato final ato de extrema violência atribuído a disputas do tráfico de drogas: o corpo de uma vítima esquartejado e decapitado foi jogado nas imediações da unidade.


A Secretaria Municipal de Saúde informou que os 14 funcionários do local foram remanejados para trabalhar nas unidades Guarujá e Ipanema.

7 comentários:

Anônimo disse...

E o prefeitinho ainda encontra tempo pra fazer gracinhas!

Anônimo disse...

Culpa dos drogados.

Unknown disse...

NarcoEstado avança enquanto o EstadoQuebrado busca soluções para os privilegiados da corte de nobres continuarem a receber ganhos legais, mas imorais, num estado insustentável!!!
Até quando???

Anônimo disse...

Elegeram esta múmia simbolo da incompetência e da inexperiência chamada Marchesan!

Anônimo disse...

As drofas tomaram cont d nosso pais a maioria quase total de assassinatos rou o e violencoa eh por causa sa maldita droga depois d 13 anos do pt nanuco as drogas invaDiram pous nao houve combate as fronteiras estiveram escanradas drogas e armas entraram a rodo

Anônimo disse...

isso ai e' o que essa palyboisada que frequenta essess endereço badalado de POA acha lindo

Anônimo disse...

Não são só as drogas,é o mercado de venda delas, de bilhões que rende vida mansa aos que dele sobrevivem e culpa da sociedade que o sustenta e ativa essa violência toda, que acompanha a concorrência desse mercado. A ganância do povo e a burrice são as culpadas.