Saiba quais são as "represálias" do governo Temer sobre as empresas do grupo JBS.

A Rede Globo e o blog O Antagonista estão escandalizados com aquilo que chamam de "represálias" do governo Temer contra a JBS, que segundo publicações anteriores da dupla teriam o presidente nas mãos.

Eis as "represálias":

- A Caixa Econômica Federal suspendeu o crédito rotativo da empresa na instituição.São R$ 50 milhões.

- O governo baixou medida provisória, ontem a noite, aumentando de forma exponencial as multas cobradas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e o Banco Central (BC); no caso da CVM, o teto da multa passará de R$ 500 mil para R$ 500 milhões (leia nota a seguir sobre ação desta manhã da PF, que apura o caso).

- A Petrobras cancelou o contrato de fornecimento de gás natural com a empresa Âmbar, do grupo J&F, invocando violação de cláusula contratual, que trata da legislação anticorrupção. Pelo contrato, a estatal forneceria gás para a termelétrica Mário Covas, em Cuiabá, pertencente ao grupo.A Petrobras também vai cobrar indenização de R$ 70 milhões referente ao prazo remanescente do contrato, que iria até 31 de dezembro de 2017. CLIQUE AQUI para saber detalhes da decisão.