JBS teria gravação na qual Temer pede dinheiro para comprar o silêncio de Eduardo Cunha

As gravações não apareceram até as 20h de hoje. Joesley e PGR nada falaram até o momento e nem se sabe por que razão o dono da Friboi teria feito o grampo.O editor acredita na existência de gravações do mula do negócio, mas descarta completamente grampos sobre Temer, porque isto caracterizaria total inconstitucionalidade, já que nem o STF possui poderes para autorizar este tipo de espionagem.

A Globonews acaba de repercutir a informação passada há pouco pelo jornalista Lauro Jardim, segundo a qual os donos da JBS disseram em delação à Procuradoria-Geral da República que gravaram o presidente Michel Temer dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), segundo o colunista do jornal
"O Globo" Lauro Jardim.

Temer teria usado o deputado Rocha Loures (foto acima com o presidente), seu valete, para pegar o dinheiro.

Rocha Loures foi filmado pegando uma mala com R$ 500 mil.

O blog O Antagonista fala em outra gravação entre Joelsy e Temer, esta no subsolo do Planalto, na qual o presidente teria pedido R$ 50 milhões para sua "previdência".

Segundo o jornal, o empresário Joesley Batista entregou uma gravação feita em março deste ano em que Temer indica o deputado Rodrigo Rocha Lourdes (PMDB-PR) para resolver assuntos da JBS.