"PMDB volta a tripudiar sobre o governo Dilma", avisa Tereza Cruvinel

Nas fotos, sentido ponteiros do relógio, Cunha, Padilha, Pepe e Dilma -

O Partido fez "manobra maquiavélica" ao colocar na rua uma sondagem a Eliseu Padilha para a coordenação política como se fosse um convite e conseguiu impor mais um desgaste à presidente Dilma, avalia Tereza Cruvinel, colunista do site 247, ligado ao governo.

 "Com isso, o atual ministro da SRI, Pepe Vargas, perdeu as condições de continuar na pasta, acham os principais líderes no Congresso", diz a jornalista.;

Pepe Vargas poderá se demitir ainda hoje, segundo a jornalista Carolina Bahia, RBS. Pele Legal foi desmoralizado por Dilma. Ela repetiu com ele algo semelhante que fez com Guido Mantega.

O; ministro pode pedir demissão ainda hoje e Padilha, da Aviação Civil, recusou o cargo.

Enquanto isso, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, "está faturando a recusa de Padilha como mais uma vitória dele, que teria vetado a transferência".

Restam poucos possíveis substitutos, segundo Tereza: o líder José Guimarães, o deputado Ricardo Zarattini e Ricardo Berzoini, que teria de deixar a pasta de Comunicações

11 comentários:

Anônimo disse...

e dessa vez esculacharam a presidentA bem esculachada...ahaha

o PDMB tratorou dois ao mesmo tempo...

Dilma e o Pepe Legal...

nem anotaram a placa do caminhão...

Anônimo disse...

ela deve ter dito para quem deu a noticia da recusa do Padilha:

"como assim recusou? eu sou a presidentA, ninguém recusa um convite feito pela presidentA"...

não ta mandando em mais nada...

pede pra sair...

Anônimo disse...

Eu sou a favor de tudo que é contra o PT. Nunca gostei do PMDB, mas estou começando a mudar de ideia.

Gustavo disse...

e. padilha o ministro eólico nem sequer se dignou a dizer "não" pessoalmente a vaninha..
mandou o recado por leonardo picciani (lider pmdb na câmara)..
cruvinel esqueceu deste detalhe..

Anônimo disse...

Isso lá é atitude de quem se diz competente? Pelo visto veremos mais um monte de bola fora da governante.

Anônimo disse...

Eduardo cunha o verdadeiro líder da oposição brasileira.

Anônimo disse...

Políbio,

A Dillma morreu!!

JulioK

Anônimo disse...

Anónimo 16:18, este combate ferreo do Eduardo Cunha não é gratuito. Os seus erros, se houverem, ele pagará com as penas da Lei, após julgamento justo ( não bilivariano). Ele está a frente da reação à intenção clara da esquerda de conseguir a HEGEMONIA CULTURAL que em síntese consiste na destruição dos valores (princípios éticos e morais) desta nossa civilização cristã forjados a duras penas nestes últimos dois milênios. Hoje ele representa o pensamento dos evangélicos em geral e católicos carismáticos (em contraposição aos que se pautam pela teologia da libertação). Estes são outros motivos para levar es em consideração.
Saudações.

Anônimo disse...

Eliseu Padilha está grandão, pt zada se revira na tumba, quem diria que depois de tudo que o Tarso forjou para abalar a imagem deste, da a volta por cima enquanto Tarso assiste acuado!!!

Anônimo disse...

Dizem que Eduardo Cunha não perdoa a Dilma por ter sido desrespeitado por ela. Um dia quando ainda Deputado, no ano passado, ela o convocou a ir ao Palácio para uma rápida conversa. Eduardo Cunha atravessou a Rua e quando chegou Dilma o esperava na porta, com uma cara muito feia. Ao aproximar-se ela o ofendeu. Eduardo Cunha deu meia volta, dando lhe as costas, e nunca mais se falaram...

Anônimo disse...

Quando eu me lembro que Tereza Curvinel ia ou alcoolizada ou medicada até o teto para o Programa do Jô, na noite das meninas do Jô...