HSBC demitiu 800 funcionários nesta semana

O HSBC, segundo maior banco estrangeiro em atividade no Brasil, demitiu cerca de 800 funcionários nos últimos três dias no País, afirmou nesta sexta-feira o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região

5 comentários:

Biriva do Cerro do Tigre disse...

Isso é só o começo com essa crise no mercado brasileiro, criado pela incompetência e desidia desse governo petralha, veremos muito mais desemprego. Agora até os petralhas falam em revisar bolsa-família e outros subsídios.

O PT vai chamar o marqueteiro do João Santana, para ajeitar a casa. A realidade bateu na porta desses mentirosos e caluniadores.

A surpresa do aumento da gasolina em 3% é para pagara a comissão do PT na Petebrás.

Logo virá mais um aumento da gasolina no Natal de 3% para pagar os outros partidos, e como povão está no clima de festa, não fará muito barulho. Aguardem!!!

Anônimo disse...

É, a gorda incompetente vai ter que administrar um pepino grosso.
Bem, ela não a mínima condição para isso, mas e os 50 milhões que ganham bolsa e votam ?
Estamos fu****** !

Gil Rikardo disse...

É só fazer um curso no Senai e já estarão reempregados...

Anônimo disse...

Cadê o pleno emprego da mãe do PAC?
Esther

Anônimo disse...

Segundo o Estadão, são 1000. Alguma coisa está errada com este banco. Na América Latina, o lucro caiu mais do que 50%. No Reino Unido, o HSBC reservou US$ 1,8 bilhão para pagamento dos processos no caso da manipulação do câmbio. No Brasil, quem conheceu o HSBC do passado, sabe que o serviço piorou muito. Segundo a Folha de São Paulo, o HSBC, junto com o Safra, omitiu informações do Banco Central sobre quem fez depósitos nas contas do Youssef. Pelo valor, o BC deveria ser informado. Tem cliente sério tentando fazer câmbio no HSBC mas não consegue, devido a uma auditoria do BC pelo problema do Youssef. Uma lastima os funcionários que perderam o emprego, mas quem quer ser cliente de um banco assim? Talvez a turma envolvida no escândalo da Petrobras...