Artigo, Percival Puggina - uma seringueira em área de lavoura

O eleitor comum é um sujeito com o coração no lugar do cérebro e o cérebro dividido entre a geladeira e o contracheque. Foi assim que elegeu Lula duas vezes e colocou uma tartaruga no poste em 2010.
No entanto, tem razão Bob Marley: "You may not be her first, her last, or her only. She loved before, she may love again". Ocorre o mesmo com o amor de eleitor. E o coração do eleitor brasileiro pulsou fortemente quando a queda de um avião sem dono, sem caixa-preta e sem motivo para cair, entregou uma candidatura presidencial à acreana Marina Silva. A esguia senhora, que parece saída de uma foto de Sebastião Salgado, entrou em espiral ascendente. O coração do eleitor faz coisas assim. E depois? Ora, quanto ao depois, especulemos.

A coligação agora formada em torno de Marina Silva envolve os seguintes partidos: PSB, PPS, PRP, PHS, PPL e PSL. Os três últimos não têm um único deputado federal ou senador. São legendas e quase nada mais. Os três primeiros, têm, respectivamente, 24, 6, e 2 deputados, correspondendo a apenas 6% do plenário da Câmara dos Deputados. O PSB tem 4 senadores. Mesmo supondo que a condição privilegiada da candidata socialista no momento do pleito de 5 de outubro conceda um upgrade às suas nominatas de candidatos proporcionais, é muito improvável que tenha peso significativo no Congresso a base parlamentar natural de um eventual governo do PSB. Será mesmo do PSB ou será da Rede? Marina estaria como uma seringueira solitária em área de lavoura.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 
www.puggina.org

5 anos o melhor segundo Veja.
Cervejas artesanais, 36 torneiras de chopes de várias partes do mundo no Von Fass, cardápio com petiscos inspirados na gastronomia alemã:
www.biermarkt.com.br

6 comentários:

Anônimo disse...

Isso já faz parte do "assassinato de reputações" denunciado há 2 horas neste blog?

Anônimo disse...

Essa queda da aeronave do Eduardo Campos é tão suspeita quanto a queda do helicóptero do Ulisses Guimarães, mas que já foi abafada pela aeronáutica, e existe uma versão de que foi um drone da própria aeronáutica que derrubou o avião! Mas as pessoas já esqueceram do estranho acidente e não o ligaram à própria Marina Silva que foi a mais beneficiada com a tragédia. Nós também poderemos desconfiar, se a campanha de Marina da Selva começar a contar com aumento da propaganda paga na TV, aumento da militância, outdoors, etc, de um crescimento no gasto com a campanha, pois são partidos nanicos que lhe dão apoio e estes não teriam recursos, que estariam vindo de outra fonte!

FAÇANHA, um patriota disse...

MARINA SILVA é uma predestinada. É cristã evangélica, escuta o Silas Malafaia, com certeza saberá exorcizar os demônios vermelhos para fora da cena política nacional.
Não promete mundos e fundos,não trata os banqueiros como se fossem Tio Patinhas, a nadar no dinheiro em suas caixas-fortes, como se o recursos dos bancos não estivessem aplicados na economia, exceto, é claro, aquela parcela de empréstimo compulsório, diariamente retido no Banco Central, que ainda mantém os juros na estratosfera.
A MARINA É O CARA!

Anônimo disse...

Na primeira vez que concorreu à Presidência, Marina declarou patrimônio de R$ 149.264,38. Em 2014, o valor caiu para R$ 135.402,38.Entre abril de 2011 e maio deste ano, Marina ganhou R$ 1,6 milhão bruto com palestras, conforme revelou neste domingo (31) — o jornal Folha de S.Paulo.
Será que ela sonega Imposto de Renda?

Anônimo disse...

SP, MG, RJ, RS, PR, SC com mais de 70% da economia do país e vamos eleger uma seringueira ?
Vamos falar sério, o Brasil é muito grande para ser entregue a alguém sem a mínima condição.
Depois reclamamos da sorte !

Anônimo disse...

Esse comentario soa como serenata nos ouvidos de Renan Calheiros, Romero Jucá, Eliseu Padilha e cia. do PMDB, o PTB (sempre governo em qualquer esfera), o PDT pós Brizola, PP e PCdoB, loucos pra virem com a chantagem da governabilidade e passarem mais 4 anos roubando o país.