Governo federal autoriza em tempo recorde empenho e transferência de r$ 14 mi para municípios gaúchos atingidos pelas chuvas

A Famurs informou ontem ao editor que o governo federal prometeu e não liberou r$ 178 milhões que prometeu em ocasiões passadas aos municípios atingidos por catástrofes.


O governo Federal publicou nesta terça-feira  no Diário Oficial da União, a portaria n° 193, que autoriza empenho e transferência de recursos referentes aos R$ 14 milhões liberados para os municípios atingidos pelas chuvas no Rio Grande do Sul. A perspectiva do governo estadual, que foi quem liberou há pouco esta notícia, é de que o recurso seja disponibilizado ao Estado nos próximos dias, e em seguida liberado às 11 regionais da Defesa Civil, garantindo o investimento nas ações solicitadas pelos municípios. O recurso garantido pelo Governo Federal é de R$ 11.104.076,85 para ações de resposta e restabelecimento dos serviços nos municípios atingidos por enchentes e pelas chuvas que iniciaram no final de junho. O valor que completa o rec urso de R$ 14 milhões anunciado pelo Ministério da Integração Nacional, cerca de R$ 3 milhões, será destinado ao Aluguel Social, recurso assistencial que está garantindo moradia às famílias desabrigadas.


. Segundo o secretário de Estado do Gabinete dos Prefeitos e Relações Federativas, Jorge Branco, diferente das outras vezes, quando os municípios recorriam diretamente ao Governo Federal, o Governo do Estado interveio e assumiu a coordenação do processo. "Este valor empenhado hoje é a soma do que cada município comprovou ser necessário para restabelecer os serviços essenciais. Este é o valor que foi pedido oficialmente ao Governo Federal e foi liberado em tempo recorde", disse.

9 comentários:

Anônimo disse...

O dinheiro foi liberado em tempo recorde porque agora temos Governador, em outros tempos nem tão distante assim os municípios tinham que se virar sozinhos.

Anônimo disse...

Pela quantidade de municípios atingidos pelas chuvas, 167 no total, R$ 14 milhões não é nada, e é um dinheiro que vai custar a chegar, se chegar!
Para gastar mais de 1 bilhão de reais para construir um estádio de futebol, que depois não será usado, aí aparece dinheiro, mas para ajudar municípios que foram arrasados pelas águas, são oferecidas migalhas! Os prefeitos também são responsáveis por termos esses governos petralhas, tanto estadual como federal, pois a maioria apoia esses crápulas!

Anônimo disse...

É o milagre das eleições. Pelo menos beneficia os desvalidos atingidos pelas chuvas.

Luiz Vargas disse...

O GF PromeTeu?
O que será que tem neste PromeTeu que parece ser coisa de gente que despreza a honra e a palavra PromeTida?

Anônimo disse...

comecou a campanha eleitoral do PT.

Anônimo disse...

Ô!! SEUS TROUXAS, empenhar não significa repassar o dinheiro.

ARNO está segurando o dinheiro empenhado, não irá repassar mas a MIDIA engajada pró PTRALHA vai levar uns trocos.

Anônimo disse...

Dinheiro de pinga em se tratando do tamanho do estrago. É um pingo de água no oceano.

Anônimo disse...

Dinheiro de pinga em se tratando do tamanho do estrago. É um pingo de água no oceano.

Anônimo disse...

O anônimo de 22 de julho às 17:28h é um baita comediante!!!