Folha aposta na instabilidade política para derrotar Dilma

Em editorial desta terça-feiras, o jornal Folha de S. Paulo ensina que "incapazes de entusiasmar o país com um projeto de mudança, os adversários de Dilma terão de confiar nos embates de campanha e na propaganda eleitoral para conquistar terrenno". Escreve mais o jornal:

-  Sua (da oposição)  maior esperança, porém, reside no clima de instabilidade política que se vê em todo o país –algo que nenhum candidato controla, mas que afeta sobretudo aqueles que estão no poder. 

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

10 comentários:

Anônimo disse...

Sim, porque na verdade não temos sequer um arremedo de um candidato e de um partido verdadeiramente de oposição ao PT, logo identificados com a população brasileira, a qual é majoritariamente de direita, católica e conservadora!

Fazer o quê?

Será que, se a Dilma for derrotada, será mais uma vez um emasculado tucano a governar esse país, onde o PT pintará e bordará em sima destes frouxos que sequer conseguem fingir que são oposição aos petistas/petralhas?

Aguardemos o próximo ato dessa tragi-comédia bananeira!

Almirante Kirk

Anônimo disse...

COMO QUE SERÁ DERROTADA SE NÃO TEM NOME PARA ISSO, A DIREITA NÃO ACREDITA NOS NOMES E A ESQUERDA VAI VOTAR NA DILA MAIS OS 20 MILHÕES DE BOLSAS.



EDUARDO MENEZES

Anônimo disse...

PRONTO! DESCOBRIRAM A PÓLVORA!

AVISEM A DILMA!EXPLIQUEM A ELA!

AVISARAM MARIA ANTONIETA MUITO TARDE,OU MELHOR NÃO EXPLICARAM E ELA FEZ O QUE FEZ E NUNCA MAIS SOFREU DE NADA,NEM DOENÇAS,NADA,NADINHA.

DILMA A EXÍMIA EX ADMINISTRADORA DE LOJA 1,99(FALIU),ATUALMENTE GOVERNANTA DO BRASIL, NÃO MANDARÁ OS BRASILEIROS ATUALMENTE DE VELA NA MÃO,RECLAMANDO DO APAGÃO,(POR SUA CULPA-MINISTRA DA ENERGIA )SENTAR EM CIMA DO TAL ARTEFATO LUMINISCENTE .

MAS , INSTÁVEL E "ATUCANADA", PODERÁ PERDER A CABEÇA E MANDAR O POVO SENTAR EM CIMA DA VELA E DAÍ SÓ DEUS SABE O QUE ACONTECERÁ...

MARIA ANTONIETA PERDEU A CABEÇA DUAS VEZES,UMA ANTES,AO MANDAR O POVO COMER BRIOCHES, E A OUTRA DEPOIS E PARA SEMPRE.


Anônimo disse...

O movimento bem sucedido em 1964 consistia no seguinte:

1. Para mobilizar a classe média, a mídia levanta fantasmas capazes de despertar medos ancestrais: o fantasma do comunismo, que destroi famílias e propriedades, do golpe que estaria sendo preparado pelo governo, da corrupção que se alastra etc.

2. A campanha midiática cria o clima de ódio que se torna cada vez mais vociferante quanto menores são as chances eleitorais de mudar o governo.

3. Com a influência sobre o Judiciário e o Ministério Público, além de denúncias concretas, qualquer fato vira denúncia grave e, na ponta, haverá um inquérito para criminaliza-lo.

4. Aí se entra no ponto central: as agressões, os atentados ao direito, as manipulações provocam reações entre aliados do governo. Qualquer reação, por mais insignificante, serve para alimentar a versão de que o governo planeja um golpe. O ponto central do golpe consiste em fomentar reações que materializem as suspeitas de que é o governo que planeja o golpe.

Editor não deixe de ler:
http://jornalggn.com.br/noticia/as-semelhancas-entre-1964-e-2014

Anônimo disse...

Pode esperar sentado que em pé cansa.O Governo Federal vai fazer todas as manobras para deixar as maldades para depois da eleição como aumento dos combustíveis ou da energia elétrica.

FAÇANHA, o vaticinador disse...

O jornal está esquecendo que o Ronaldo Caiado pode virar o jogo, captando o apoio da classe média, que logo invadirá de novo as ruas do País, e poderá ser o estopim para galvanizar o resto do eleitorado.

CARLOS SGARBI disse...

Aoposicao, no Brasil, como diz a Pres da Entidade dos Jornaloes, e a imprensa... Isto e a democracia que o editor, e os asnos seguidores, imaginam para o pais. Mas em se tratando de Folha, um jornalao quebrado que edita mentiras, como a do ET na decada de 70, pra vender mais, podemos esperar tudo. Inclusive podemos esperar manifestacoes simpaticas como a do editor.

Anônimo disse...

Anônimo das 17:57 vc é muito criativo,queria impor uma democracia da esquerda como a de Cuba,ou não?Veja o caso da Venezuela,acho que pela sua criatividade são os militares e ou americanos que estão colocando a Venezuela com inflação alta,falta de alimentos e até papel higiênico,moeda fraca,produção de petróleo caindo,produção agrícola instável,imprensa amordaçada,aumento da criminalidade etc...Me ajuda aí ô.

Anônimo disse...

Resposta ao "FAÇANHA", às 18:52:
Infelizmente, o Ronaldo Caiado, DEM, tucanizou, ou seja, esquerdizou ( acesse o facebook do mesmo, onde ele se rasga em elogios ao FHC!)!

Pelo visto, vou ter de anular meu voto! Afinal, sem candidato e partido de oposição ao PT et caterva, votar em quem e para quê?

Almirante Kirk

Anônimo disse...

Oposição??? Onde? José Serra? Aécio Neves? FHC? A propósito deste, leiam um esclarecedor texto sobre o sociólogo e marxista Fernando Henrique Cardoso (PSDB):

A situação em que se encontra aquela porção da população brasileira que o jornalista Augusto Nunes houve por bem denominar de "o Brasil que presta", explica olhar-se FHC com esperança, como se houvesse chegado a oposição que falta. Na verdade, FHC anda, ele próprio, com aquilo que de pior vagueia pelo mundo: Jimmy Carter, que entregou a AL para os comunistas e o Irã aos aiatolás, George Soros, seu mentor no esforço pela produção de mortos-vivos através da liberação do consumo de drogas -upgrade terrificante do profético Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley. Naquele, o Estado distribuía o SOMA, uma espécie de antidepressivo,no Estado de FHC, o tratamento dos viciados -, só para citar alguns. Convém lembrar, sempre, que o empolado orador foi nosso Kerensky, abrindo caminho para nossos bolcheviques. Farofeiros, é certo, mas sempre bolcheviques, a saber, rapinantes e sanguinários. Não esqueçamos, nunca, que foi por obra exclusivamente sua que o petismo não foi defenestrado do poder quando da descoberta do Mensalão.
Sua perplexidade, para quem acompanha a cena, mesmo superficialmente, não passa de jogo de cena: homem vivido, estudado, de formação marxista, sabe que a amoralidade e a criminalidade política são imanentes às ideologias socialistas, mormente àquelas de cepa marxista: o barbudo furunculoso, na senda de Darwin, teria descoberto as leis que governam o curso da História. Como corolário, resultam os bons, aqueles que seguem a corrente, e os reacionários, irrecuperáveis a quem não deve sequer oferecer a Lei, fadados a desaparecer - no que os partisans, para apressar a tal marcha da História, ficam felizes em dar uma mãozinha... Os lamentos desse senhor não têm eco em seu íntimo. Não passam do velho truque da esquerda de dividir-se por cissiparidade, como as amebas. Diferentemente daqueles protozoários, contudo, uma das partes resultantes leva embora consigo todo o lixo, todo o sangue, todas as ruínas. A outra sai limpinha e nova em folha, pronta para produzir nova safra de lixo, sangue e ruínas. Com nada de ingênuo, mas com a Utopia a embalar sua verve de Wille Zur Mächt nietszcheana (vontade de potência), e sabendo que os dias de Nicolás Maduro estão contados, trata de preservar a maldita ideologia de si própria, isolando o pobre motorista caraquenho de ônibus, jogando-o no inferno socialista em que fritam aqueles "que deturparam os princípios em que se baseia a 'humanitária doutrina'". Lá terá diversificada companhia: Stálin, Bukharin, o casal Ceausescu, Trotsky e tantos outros.
Peço notar que, em momento algum o idoso mostra algum juízo e amor à humanidade, condenando o socialismo, causa direta da condenação do povo venezuelano às eternas miséria e desesperança, de resto a experiência dos cubanos há quase 60 anos. De forma sinuosa e debilmente, reclama das consequências de sua aplicação, reclamando de outrem a compaixão que não possui.

Almirante Kirk