Estadão desmascara Dilma Rousseff: ela aprovou compra de refinaria japonesa com contrato semelhante ao de Pasadena

Um ano depois da aquisição da refinaria norte-americana, presidente aprovou contrato de compra de plataforma japonesa nos mesmos moldes do anterior. O turbilhão de desconfianças que paira sobre a Petrobras - acentuado pela prisão de Paulo Roberto Costa e pela demissão de Nestor Cerveró, ambos diretores envolvidos na compra da plataforma de Pasadena -, ganhou mais um componente neste sábado, mostrando que as mentiras contadas pelo Planalto têm pena curta:

Segundo informações do jornal O Estado de São Paulo, Dilma Rousseff aprovou um contrato semelhante ao da refinaria norte-americana. Isto é: com uma cláusula chamada de Put Option, que obriga um dos sócios a comprar o restante das ações em caso de discordância entre as partes envolvidas.

. Na ocasião, em 2007, a presidente ocupava os cargos de ministra da Casa Civil e de presidente do Conselho de Administração da Petrobras e concordou com a compra da refinaria japonesa Nansei Sekiyu (de Okinawa) - aquisição comandada, na época, pelo mesmo Nestor Cerveró. Dilma justificou a compra com base em um resumo elaborado pela diretoria internacional da Petrobras. Na última terça-feira, Dilma havia dito que, sesoubesse das cláusulas no contrato de Pasadena, não teria fechado o negócio. Sobre a compra da refinaria japonesa, a presidente justificou que "a aquisição estava alinhada com a estratégia geral da companhia (...) no que se referia ao incremento da capacidade de refino de petróleo no exterior" e ressaltou que "a refinaria detinha uma vantagem (...) por possuir um grande terminal de petróleo e derivados".


. Em entrevista ao jornal Valor Econômico, o ex-presidente da Petrobrás José Sérgio Gabrielli citou o contrato da refinaria de Okinawa como exemplo de que o Put Option era comum nos contratos da empresa. Ainda de acordo com o Estadão, a Petrobras anunciou em 2013 que a refinaria japonesa teria um comprador. Com a licença de funcionamento da unidade vencida, porém, o negócio não foi adiante. A estatal pretende se desfazer da refinaria para dar gás ao caixa e dar conta do plano que prevê investimentos de US$ 236,7 bilhões entre 2013 e 2017.

8 comentários:

Anônimo disse...

Bueno de certo agora a "Oposição" se é que existe vai Trabalhar.
Ou vao barganhar mais cargos ao Governo ?

Anônimo disse...

Cada enxadada uma minhoca.

Anônimo disse...

Dilma novamente não sabia de nada. Barba também garante que, como ele, ela não sabia de nada. Todos os conselheiros também garantem que não sabiam de nada , assim como todos os funcionários comissionados da Petrobrás também não sabiam de nada. Em nota oficial, todos os envolvidos na negociação garantem que ninguém sabia de nada e nem houve nenhuma compra e que tudo isto é golpismo da direita ultra ortodoxa nazista brasileira!

CARLOS SGARBI disse...

Vc poderia ajudar os asnos listando os CONSELHEIROS. O que vc acha, editor? E nao equeca de chama-los de ladroes, vigarios, etc., pois TODOS SABIAM e assinaram. Alem, claro, como o nome ja diz, ACONSELHARAM. E falando em falcatrua, vc vai perguntar pro Andre o que ele acha da participacao do pai dele nesta maracutaia de Pasadena?

Anônimo disse...

Essas compras de refinarias pelos PeTralhas se resume em duas palavras: PiLanTras incomPeTentes. Eu não sei se entendi bem, mas comprar uma refinaria no Japão, seria o absurdo do absurdo, pois, um país que não é produtor, e onde o custo de refino deve ser altíssimo, e coloca mais nesse caso, a logística. Os responsáveis por essa compra devem ser enjaulados urgentemente. E os acionistas, o que dizem?

Anônimo disse...

Mais uma negociata da Lili Carabina.

Anônimo disse...

A MULA (cruza de DILMA com LULA) do CARLOS SGARBI não leu ou não sabe ler, o Políbio já relacionou os Conselheiros da PTROSAURO.

MAS, como todas as pessoas são passíveis de serem compradas, para a mula acima basta um punhado de alfafa.


Anônimo disse...

CADÊ a "oposição" ( DEM e PSDB)?

Vai sair ou não um pedido de instauração de um processo de impeachment contra a presidente Dilma (PT)? Ou ACHAM, a exemplo do então presidente Lula, em 2005, que é possível levá-la sangrando até as próximas eleições?

Com a palavra os tucanos e os políticos do DEM, conhecidos nacionalmente pela sua argúcia, tirocínio geniais, além, é claro, pela sua coragem e denodo no embate contra os vendilhões da Pátria?

Almirante Kirk