País teve de devolver cubanos há 8 anos

A charge ao lado é de Marco Aurélio, publicada no jornal Zero Hora. 

CLIQUE AQUI, também, para ler artigo do jurista Ives Gandra Martins, Estadão desta quinta, intitulado "Médicos cubanos". 

Em 1998, o Tocantins importou pelo menos 140 médicos; decisão judicial, no entanto, proibiu atuação sem Revalida a partir de 2005, foi o que informou o jornal O Estado de São Paulo, em reportagem de CArlos Entini e Célia Bretas Tahan. Leia tudo:

Ao anunciar a contratação de 4 mil médicos cubanos, o governo federal repete medida adotada pelo Tocantins 15 anos atrás. Lá, a decisão de 1998 de importar profissionais virou imbróglio jurídico, que, após pressão do Conselho Regional de Medicina (CRM) e vitória do Ministério Público do Trabalho (MPT) na Justiça, resultou na "devolução" dos médicos em 2005. Agora, mais uma vez, o Estado vai receber cubanos em pelo menos 15 municípios.

. O CRM estima que 140 médicos tenham sido contratados para trabalhar no interior do Tocantins - 34 deles conseguiram revalidar seus diplomas e continuam no País até hoje.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

9 comentários:

Anônimo disse...

Aí está o fato: alguns médicos cubanos demonstram competência, e passam no exame. A maioria não passa, e por isso o governo petista, sabedor disso tudo, libera os médicos para tê-los aqui.

Anônimo disse...

Porque não fazer logo o exame e acaba com essa ladainha ?
Ora, porque o governo quer criar um "inimigo", os médicos em geral, para passar de bonzinho com o povão que não tem acesso aos médicos.
Velinha essa tática, hein ?

Anônimo disse...

A “vítima”dos cubanos “mandou um 71″ para reaver emprego:

O médico Rogério Perillo é um espertalhão.

Que se deu mal, como acaba acontecendo com os espertalhões.

Espalhou na internet que havia sido demitido para “dar lugar a médicos cubanos”.

Esta é verdadeira história do Dr. Rogério.

É sobrinho do Governador Marconi Perillo, do PSDB.

É ativo cabo eleitoral do PSDB.

Conseguiu, com o prefeito tucano de Trindade, Jânio Darrot, um contrato como médico. Foi contratado no dia 5 de agosto, este mês. Em apenas duas semanas , meteu-se numa confusão com funcionários do posto e foi demitido.Telefonou ao secretário de Saúde, que o demitira, aos berros, num caso sobre horário em que chegava ao trabalho, filas de paciente furadas, suposta falta de medicamentos e diferença entre o salário pretendido e o contratado. Gravou tudo e ainda ameaçou “gastar todo o seu dinheiro”para acabar com uma possível candidatura do secretário a vereador.

Depois, com o escândalo, levou o Prefeito a recontratá-lo. Essa é a história, nada além.

A história de um espertalhão que, para cuidar dos próprios interesses e fazer pressão política, mentiu à opinião pública e procurou criar comoção contra colegas médicos cubanos, que, goste ele ou não, vem tratar de pessoas em locais carentes.

Espalhou e beneficiou-se de um boato imoral e apelativo.

A propósito, não há nenhum cubano entre os médicos selecionados pelo “Mais Médicos” para Trindade, Goiás.

Anônimo disse...

MATEMÁTICA PURA:

4000 X 10000 = 40 MILHÕES DE REAIS

APROXIMADAMENTE 17 MILHÕES DE DÓLARES

POR MÊS PARA UMA PEQUENA ILHA

ISSO DEVE QUEBRAR EM MUITO O GALHO DELES E ALIVIAR O DÉFICIT DAQUELE PAÍS

Anônimo disse...

Existe muitos interesses no jogo das contratação de médicos cubanos .Eles são excelentes agentes na propaganda da ditadura cubana.Muitos estão mais interessados em ganhar a liberdade e fugir da ilha do terror. Nosso governo está craque em desmerecer mais uma classe de trabalhadores, levá-los a insignificância como fez com os professores.

Anônimo disse...

Quebraram a Venezuela e como não tinham mais dinheiro para mandar para Cuba enviaram os médicos para que o Brasil assumisse o pagamento.Cuba está quebrada e faz todo tipo de esquema para angariar dinheiro no exterior.A Rússia percebeu em tempo e caiu fora.

Anônimo disse...

Olhem, iniciou a campanha politica para 2014 as 15:30!!

Anônimo disse...

Campanha Política já iniciou... Militantes de fora para induzir o voto dos mais carentes.
Médicos sem estrutura/equipamentos/ não resolvem o problema. No interior do Estado, os problemas vão continuar... pois não se tem Traumatologista/Cardiologista/Reumato/ etc... (muito menos equipamentos e estrutura/macas/leitos/exames)encaminhando todos para as capitais e centros... Li e assisti video da Revista VEJA (podem dizer que ela esta sendo parcial - mas os "autores"falam abertamente (vídeo) sobre o retorno e a implantação da semente revolucionária e socialista)...

Anônimo disse...

STF nega liminar contra Mais Médicos. Juiz acusa entidade de buscar reserva de mercado:

Marco Aurélio Mello deixa decisão para plenário da Corte. Magistrado de Minas diz que CRM deve refletir se é melhor que paciente seja assistido por estrangeiro ou padeça sem atendimento

(...)