Dilma, PT, nos sertões das Alagoas: "Collor é o nosso querido senador". O que dizem disto o deputado Raul Pont e o PT do RS ?

Olhem bem os tipos faceiros da foto aí ao lado, tomada esta semana nos sertões de Alagoas, onde Dilma prometeu até bode e vaca para os eleitores. A aliança PT-Collor é a mais espúria, oportunista e aética da história do Partido dos Trabalhadores.

Depois que Lula foi até a casa de Paulo Maluf, ignorando que ele continua sendo procurado pela Interpol, que quer vê-lo preso por roubalheira de dinheiro público, a presidente Lula derramou-se em elogios a Collor. Os petistas, agora, são todos colloridos, a se julgar pelas declarações de Dilma Roussef nas Alagoas. É de se perguntar o que acham disto o deputado Raul Pont e o seu Partido no RS, o P - se é que acham. Leia o clipping do site Brasil247 de hoje.

Presidente reafirma parceria com o ex-presidente Fernando Collor e deixa a dúvida no ar: será que ela tentará costurar uma aliança e subirá no seu palanque caso ele decida concorrer ao governo de Alagoas, em 2014?

247 – Na semana em que visitou as obras do Canal do Sertão, em Alagoas, a presidente Dilma Rousseff concedeu entrevistas a rádios locais e defendeu a parceria com políticos locais, como Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado, e o ex-presidente Fernando Collor (PTB-AL). “É fundamental quando a gente dirige um país do tamanho do Brasil, que a gente faça parcerias. Daí a importância da parceria que nós estabelecemos com o governador, com os parlamentares, o nosso senador Fernando Collor, o senador Renan Calheiros, o senador Benedito de Lira. Todas essas parcerias, também com os prefeitos, são cruciais. Isso explica porque nós temos tido muito interesse em atender pleitos dos senadores”, disse ela, às rádios.

. A reaproximação com Collor, que foi o adversário de Lula em 1989, ano da primeira eleição presidencial pós-redemocratização, pode criar uma situação curiosa em 2014, com ambos no mesmo palanque. No cenário mais provável, o deputado Renan Filho (PMDB-AL) concorreria ao governo do Estado e Collor buscaria a reeleição ao Senado. Mas há também a possibilidade de que o ex-presidente dispute o governo estadual e este seja o palanque de Dilma em Alagoas, contra candidatos ligados ao atual governador, Teotônio Vilella, do PSDB, ou ao socialista Eduardo Campos. Será que Lula também iria?

16 comentários:

Anônimo disse...

Depois se reclama que os políticos estão desacreditados no nosso País !!
Mas para se estar no poder se acende uma vela para uma santo e outra para o diabo.

CARLOS SGARBI disse...

Nao deve, o Raul, dizer nada, pois o Collor era o candidato PREFERIDO de toda a imprensa e de todos os jornaleiros la pelos idos de 89. Ou vc ja esqueceu?

Anônimo disse...

era, não eh mais...

Collor agora eh o querido de Lula e sua trupe...

Anônimo disse...

é, agora que tem um boa ficha corrida é o preferido dos PeTralhas, né Sgarbi..

Leandro A. disse...

Se houve um real partido dos trabalhadores, ele existiu nos poucos dias anteriores a sua fundação, já que a partir desse momento passou a haver dinheiro e poder envolvidos no contexto.

Anônimo disse...

Stallin morreu e outros, Carlos Sgarbi! Estamos em 2013, se não sabes, e o PREFERIDO de voces hoje é o Collor, inclusive do Raul e o dissimulado.

Alagoas não é longe de SP e RJ, Sr. Sgarbi!


Anônimo disse...

Como é que é, Sr. Sgarbi, usando a técnica goebbeliana aqui, com quem sabe pensar? Para com essa cachaça, use argumentos sólidos, firmes, bem embasados pra sustentar o que dizes ou vai dizer isto pras antas funcionais que não sabem pensar e acreditam em tudo o que o pilantra-ídolo fala. Mas neste caso, aqui não é o local pra esse repeteco idiota, pois eles não acessam este tipo de informação porque não a entendem.

Anônimo disse...

Stallin morreu e outros, Carlos Sgarbi! Estamos em 2013, se não sabes, e o PREFERIDO de voces hoje é o Collor, inclusive do Raul e o dissimulado.

Alagoas não é longe de SP e RJ, Sr. Sgarbi!

Anônimo disse...

Na política vale qualquer coi$a, o importante é $e garantir.Sujeira, imagina $e alguém $e preocupa com essas bobagen$!

Anônimo disse...

Que as exceções me perdoem, mas a condição fundamental para ser um político, hoje em dia, é ser inescrupuloso.
Ser inescrupuloso faz com que percam a vergonha de exibir-se mesmo tendo um presente e um passado condenável, mesmo sendo um cafajeste, um mentiroso, corrupto e incompetente.
Um deboche!

Anônimo disse...

São os rumos que tomou a política nas mãos do PT.
Quanto cretinos, mais capazes de nos indignar e nos encher de nojo, mais alto é o cargo que eles acabam ocupando.

Anônimo disse...

Os mesmos elementos que dão pau no PT/Dilma apontam o dedo "sujo" para o Sr Sgarbi e esquecem que também deram pau na Senadora Ana Amélia "RBS" Lemos quando apoiu Manoela para Prefeita de PoA e na Primeira pesquisa que o jornaleiro, digo, editor faz votam em peso na Senadora.

Eles mudam de opinião, mas não querem que os outros mudem.

Anônimo disse...

O anonimo das 18:19

"Eles mudam de opinião, mas não querem que os outros mudem."

O problema desses outros é que eles não mudam de opinião nunca eles apenas fazem tudo que for preciso para chegar ao poder e depois fazem tudo que for preciso e se aliam até com o diabo para não largar o osso.
São petralhas mesmo.

Anônimo disse...

Os elementos que falam mal de collor votaram nele direto.

Só porque ele apoia o PT estão brabinhos.

Collor foi inocentado pelo STF e pagou os 8 anos da punição imposta pelo Congresso, portanto, tem o direito de retornar a vida politica.

Anônimo disse...

Na eleição presidencial de 1989, a MAIORIA do eleitor brasileiro votou corretamente: em Collor, não no "9dedos", rsrsrs!

Tem mais: depois de sua defenestração ( Collor foi burro, ele deveria saber que sendo integrante de um partido nanico, e sem uma base aliada comprada, como fez o corruPTo "9dedos", vulgo Lula, não teria como enfrentar nem como resister às pressões dos comunistas e seus aliados, estes, comprados ou cooptados pelo PT et caterva ) do poder, a justiça INOCENTOU o ex-presidente Fernando Collor de Mello, PRN, das acusações que o constrangeram a abrir mão do mandato presidencial!
Collor, depois de apeado do poder, pensou em suicidar-se, revelou, anos amis tarde, sua esposa Rosane, a qual trocou o dia pela noite, cuidando do marido!

Collor deve ter as SUAS razões para, magoado com a população que o elegera, a qual não atendeu ao seu pedido, qual seja, ganhar as ruas, fazendo o contraponto aos protestos dos esquerdopatas de todos os matizes, os quais exigiam a sua renúncia, ter, posteriormente, aceitar apoiar o PT!

Não sei o que se passa na cabeça de Collor, nem imagino o que ele pretende fazer, mas se ele desse uam de escorpião, picando o sapo barbudo, seria a glória, uma forma de Collor dar o troco à altura no seu principal algoz!

Excetuando o falecido Itamar Franco, o qual era vice-presidente no governo Fernando Collor de Mello, depois da defenestração do jovem, competente, inteligente, culto e impetuoso presidente oriundo de Alagoas, o Brasil nunca mais se levantou, chafurdando na lama marxista cultural até hoje, com os esquerdistas PSDB e PT "alternando-se" no poder!


Almirante Kirk

Sergio Oliveira disse...

O termo Ilusão de óptica (português europeu) ou Ilusão de ótica (português brasileiro) aplica-se a todas ilusões que "enganam" o sistema visual humano fazendo-nos ver qualquer coisa que não está presente ou fazendo-nos vê-la de um modo errôneo. Algumas são de caráter fisiológico, outras de caráter cognitivo.
O PT do passado se fez paladino da ética na política; depois do mensalão e tantas outras safadezas, conclui-se que foi pura ilusão de ética.
Os petistas continuam se achando os paladinos da ética. Ninguém pode criticá-los. As opiniões deles é que valem.