TRF impôs uma escolha de Sofia para a juíza da Operação Rodin

São grandes as evidências de que a juíza federal Simone Barbisan Fortes pediu transferência de Santa Maria para Florianópolis porque não aguentava mais a depressão causa pelo caso da Operação Rodin. O processo do MPF não possui provas materiais e nenhuma testemunha sustentou acusações contra os réus. A juíza conhece pessoalmente quase todos eles, que são de Santa Maria.Ela chegou a se desligar da lista de professores de um dos cursos de pós-graduação da UFSM.

. A juíza recebeu de amigos um exemplar do livro “Cabo de Guerra”, que defende a tese de que a Operação Rodin foi uma farsa realizada pela Polícia Federal, que na época obedecia o comando do então ministro Tarso Genro.

. O editor tem informações de que Simone Barbisan tem sua sentença pronta desde maio do ano passado.

. Ao pedir transferência para Florianópolis, a juíza não contava com a decisão do TRF de manter a sua jurisdição sobre o caso.

CLIQUE acima para ver melhor. No sentido horário, a juíza Fortes e a atriz Merry Streep, protagonista do filme A Escolha de Sofia.

NÃO PERCA, ESTA NOITE
Os melhores chopes e cervejas artesanais do RS
Bier Markt, Porto Alegre

Na Barão do Santo Ângelo 497 e na Castro Alves, 452.
São 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina e com cardápio diferenciado.
Mais informações: www.biermarkt.com.br

8 comentários:

Anônimo disse...

Farsa??? Então o mensalão é história da carochinha!!!

Anônimo disse...

E aqueles áudios todos??? Seriam uma ilusão de audição???

Anônimo disse...

Não me faça rir: você quer maior prova material do que o sumiço de 44 milhões surrupiados pela turma da Yeda. Eu poderia ainda evocar a famosa teoria do domínio do fato, tão defendida pelo "editor" quando usada no STF.

Anônimo disse...

Esse tão falado sumiço de 44 milhões de reais é a maior farsa que existe.
Não estou dizendo que não ocorreu a prática de fatos ilícitos e que mereçam condenação.
O valor é que é fantasioso.
Existe algum laudo pericial confirmando o valor que efetivamente foi usado a título de corrupção.
Para condenar os réus terá de haver um laudo que confirme isto.
Laudo Pericial elaborado por Peritos da Policia Federal.
Mesmo órgão que elaborou os laudos periciais apresentados na Ação Penal do Mensalão e que confirmam cabalmente a corrupção e os valores desviados inclusive do Banco do Brasil, coisa jamais imaginada.
Na Operação Rodin tem que haver o mesmo tipo de prova. A Polícia é a mesma e não esta em jogo a capacidade dos peritos e sim a existência do fato.
Se existir esse laudo haverá prova, do contrário não haverá prova e ficará tudo na base do disse que disse, mesmo com as gravações que examinadas sem a evidência material perdem valor e sozinhas não condenam ninguém, ainda mais que as testemunhas, se existirem, parece que amarelaram.
Por outro lado o valor de 44 milhões tão falado corresponde a um calculo de um periodo de mais de 50 meses, portanto sendo a maior parte ocorrida no governo anterior ao de Yeda Crusius.
Parece que isto ninguém quer falar.
Será porque o governo anterior era do PMDB?
E todos só querem baixar a lenha no PSDB?

Anônimo disse...

Estão indignados a cumpanheirada acima, pois viram os seus condenados e os dis outros não.

Acusar sem provas, anonino das 16:27, é crime.

Cadê os 44 milhões anonimo das 16:27?


Anônimo disse...

Anonimo das 19:57 quem acusou foi o MP, titular da ação penal.

Se acusou, presume-se que tenha prova.

Aqui vale o mesmo que ocorreu no Mensalão, ou será que acusação válida do MP só vale se for contra o PT?

Anônimo disse...

E o documento falso que embasou toda a denúncia e foi aceito pela juíza? Será por isso que a sentença não é apresentada?

Anônimo disse...

44 milhões é piada. Se os valores cobrados pela habilitação foi o mais barato de todos os tempo quando foi contratada a FATEC. Porque não falam de superfaturamento quando era a FCC que aplicava os exames, que os exames eram mais caros. Porque a FCC foi contratada pelo PT? É isso?
Tem gente que não quer enxergar por pura conveniência.