Calote de quem comprou carro a prazo bateu recordes em setembro

A maior taxa de calotes no país está entre os compradores de carros financiados. O nível de inadimplentes no pagamento das prestações de carros atingiu 6% em setembro. A alta em relação a agosto foi de apenas 0,1 ponto percentual, mas está perto do recorde de 6,1%, registrado em maio deste ano.

A taxa média de inadimplência, incluindo todos os setores, foi de 5,9% em setembro, o que significa que ficou estável em relação a agosto. É o terceiro mês seguido que a inadimplência se mantém no mesmo patamar.

É considerado inadimplente o comprador que atrasa seus pagamentos em mais de 90 dias. Os dados foram divulgados Banco Central nesta sexta-feira (26).

Para pessoas físicas, a taxa permaneceu em 7,9% em setembro e, para empresas, apresentou leve recuo de 0,1 ponto, para 4%, sobre agosto.

3 comentários:

Anônimo disse...

6,1 % está dentro da normalidade, com o 13o salário, tende a diminuir ainda mais.

Anônimo disse...

Apenas um comentário a respeito do título na notícia: inadimplemento não é sinônimo de calote.

Anônimo disse...

O povo foi induzido a comprar com isenções de IPI. São vantagens do julgamento do mensalão pelo STF. A cada condenação improtante, lá vai uma notícia de prorrogação do IPI. Agora com a dosimentria da pena de Valério, mais uma prorrogação até 31 de dezembro. Vamos nos preparar para o dia da divulgação da dosimetra da direção do PT (Dirceu,Genuino e Delúbio).