Leis permissivas elevam salário de servente do porto de Rio Grande a R$ 9.433,00.

Um servente da Superintendência do Porto de Rio Grande, governo estadual do RS, acaba de ser contemplado com salário de R$ 9.443,00. O caso não é exceção.

Veja abaixo como acontece a mágica da multiplicação de salários no serviço público estadual. O ato acaba de ser assinado pelo superintendente do porto, Dirceu Lopes.

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
SECRETARIA DE INFRA-ESTRUTURA E LOGISTICA
O DIRETOR SUPERINTENDENTE DA SUPERINTENDENCIA DO PORTO DO RIO GRANDE, nouso de sua competencia conferida pela Lei no 10.722/96 e Art. 3o, paragrafo 2o da Lei no 10.883/96, etendo em vista o que consta do Processo no 002473-18.43/07-7, CONCEDE DIFERENCA DE PROVENTOS a partir de 27/09/2007, na forma do Art. 282 da Lei Complementar 10.098/94, o Art. 1o,paragrafo unico da Lei Complementar no 10.776/96 e o Art. 40, inciso I, da Constituicao Federal,deduzindo-se o valor efetivamente pago pelo Orgao Previdenciario, conforme preceitua o Art. 1o,paragrafo 1o do Ato no 205/76-DEPRC, ao servidor, xxxxxxxxxx, Servente, referenciaum (1), contratado sob o regime da Consolidacao das Leis do Trabalho - CLT, a partir de 26/04/1982,integrante do Quadro Especial em Extincao da Superintendencia do Porto do Rio Grande, conforme Art. 2o da Lei no 13.433/10, devendo perceber na inatividade diferenca de proventos proporcionais emensais a razao de 9.433 (Nove mil, quatrocentos e trinta e tres) dias, incluida a parcela da Gratificacao Individual de Produtividade - GIP, nos termos do Parecer no 7258/80-DEPRC, Adicional de Riscode 40% (quarenta por cento), nos termos da Lei no 10.212/94, a Parcela Autonoma, instituida pela Lei no 11.754/02 e a Gratificacao por Tempo de Servico-Indice 2,10 (Dois inteiros e dez centesimos),instituida pela Lei no 11.548/00.
Dirceu Silva Lopes
Diretor Superintendente da SUPRG 
Pedro Homero Flores Obelar,
Diretor Superintendente.

11 comentários:

Anônimo disse...

É isso aí pessoal ! Depois os governantes reclamam da dívida que custa muito caro. Fazem dívidas para bancar absurdos como esse, que existem aos montes no estado.

Anônimo disse...

Não é o único. Tem gente que recebe como aposentado da CEEE duas vezes, uma pelo Governo do Estado e outra pelo Fundo de Aposentadoria (INSS + complemento do fundo).

São os "geitinhos" brasileiros.

É evidente que se trata de plus de 40% sobre todos os outros valores. O Adicional de insalubridade ficaria pequeno pra Ele.

Agora, deveria ser verificada a atuação do Procurador do Estado que atuou no processo.


Surfista Prateado disse...

E ainda ouviremos dos príncipes públicos que não recebem aumento há não sei quanto tempo. DESAFIO qualquer um deles a mostrar o contracheque da data em que dizem não ter mais tido aumento e o atual e o valor ser o mesmo. DESAFIO. JÁ VIU ELES MOSTRAREM ALGUM??? JAMAIS!

Anônimo disse...

Eu tinha um estojinho para os meus lápis no segundo ano do primário que dizia: "Hei de vencer estudando". E eu acreditei. Fiz tudo direitinho. Estudei, me formei Administrador de Empresas, me tornei empresário aos dezenove anos e até hoje não consigo ganhar perto disso.

Anônimo disse...

Tá muito confuso este ato. Como pode alguém receber 9.443 dias.
Que moeda é esta?
Nova invenção do PT?

Anônimo disse...

nessepaiz, estudar eh pra otário...

o negocio eh se aboletar numa boca deesas...

que país!

Carlos César Reis de Oliveira disse...

No passado, atos como este seriam taxados de "Trenzinho da Alegria". Na verdade o que se vê é uma afronta a toda a sociedade. Pois demonstra a falta de controle da administração pública sobre esta autarquia. Que sobe de forma irregular e ilegal salários e com isto busca criar um efeito cascata para os demais servidores. Se isto for aceito e validado, certamente o governo não terá dinheiro para pagar um salário dígno aos nossos professores.

Anônimo disse...

Bom dia.
Parece haver um erro na notícia.
A manchete fala em R$ 9.433,00, mas no texto fala em proventos proporcionais e mensais à razao de 9.433 dias.
Poderia esclarecer?

Anônimo disse...

Acredito que houve um engano, possivelmente 9.433 é a diferença em dias do período de 27/set/2007 à 24/abr/1982.

http://www.webcalc.com.br/ - 9285 dias

Anônimo disse...

É verdade!!! É dias ou $?

Anônimo disse...

Deve ser mais um novo artifício petista para não revelar o que efetivamente foi pago pois, ao que me parece este "servidor" esta na inatividade. Quem tem rabo preso, tem medo !!!