Advogado denuncia: “Novo desdobramento da Operação Cartola é Operação Eleitoral”

Eis o que disse ao editor o advogado Décio Itiberê sobre novas movimentações no âmbito da chamada Operação Cartola, desfechada há um ano pela Polícia e que atingiram oito prefeitos do RS, todos adversários do PT:
- As 16 propostas de prisão, inclusive do prefeito de Alvorada, Carlos Brum, PTB, não integram nenhuma Operação Cartola, ao contrário do que sugere a Polícia do RS, mas a uma verdadeira Operação Eleitoral.

. A Delegacia Fazendária recebeu a incumbência que lhe passou o desembargador Gaspar Martins, 4ª. Câmara Criminal, de providenciar diligências no caso que se encontra no Tribunal de Justiça. O advogado dos réus acha que a Polícia exorbitou:
- É ilegítima a proposta de prisão preventiva. O governador Tarso Genro quer apenas obter ganhos políticos às vésperas das eleições.

. A Operação Cartola foi desfechada a partir de denúncia feita ao procurador Geraldo da Camino pelo ex-servidor Marcos Caduri, ex-ajudante de reportagens investigativas da RBS TV. Das oito prefeituras investigadas, a própria Polícia tratou de inocentar quatro.

LEIA entrevista completa logo abaixo.

3 comentários:

Anônimo disse...

O Inquérito da PC é finalizado com "relatório". Nesse relatório o Presidente do Inuérito poe suas conclusões (sem direito a ampla defesa).

Se aqui no Blog todo mundo caiu de pau no advogado MArcio Tomaz Bastos, advogado do Carlinhos cachoeira pq se queixou do Inquérito da PF. Vale o mesmo para esse advogado, ele que trate de defender seu cliente de bico calado.

Não é no grito que ele vai ganhar a causa de seu cliente.

Anônimo disse...

Esses "políticos" vigaristas sempre têm uma desculpa na ponta da língua...Quem os ouve, parecem anjos. Na verdade, 171..."Operação Eleitoral", sei...

Anônimo disse...

Percebe-se que começou a corrida eleitoral. Nós eleitores esperamos uma campanha civilizada,sem apelos.