Brasil perde R$ 14,5 bi com acidentes nas estradas federais em 2011

O Brasil deverá perder cerca de R$ 14,5 bilhões com acidentes nas estradas federais neste ano. O levantamento foi feito pelo jornal "Folha de S.Paulo", com dados do Ipea e da Polícia Rodoviária Federal. Os acidentes já custaram R$ 9,6 bilhões neste ano até agosto – último dado disponível -, um aumento de 4,6% em relação a 2010. Um acidente com morte custa, em média, R$ 567 mil e 60% do prejuízo vem da perda de produção da pessoa.

. No Brasil, neste ano, aproximadamente 58 mil pessoas vão morrer em acidentes de trânsito. São números assustadores com base nas estatísticas feitas pelo seguro Dpvat (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre). Para se ter uma base de comparação absurda, em toda a União Européia, com uma populção de 450 milhões de habitantes, a estimativa é de que ocorram 35 mil mortes no trânsito no mesmo período.

. No Rio Grande do Sul, somente neste final de semana de Natal, 24 pessoas já morreram nas estradas gaúchas. Já são 1.362 mortes no ano, 113 por mes, mais de 28 por semana e 3,78 por dia.

CLIQUE AQUI e veja o mapa das mortes no trânsito nas estradas gaúchas em 2011. O mapa é do ClicRBS.

3 comentários:

Anônimo disse...

Não divulgar a presença dos pardais já é um grande passo. Agora precisamos tornar crime a posse dos equipamentos eletrônicos que avisam o motorista da presença de pardais, quintuplicar as multas e punições para os infratores, principalmente o excesso de velocidade, dirigir bebado e trafegar 10% abaixo da velocidade máxima da via.

Anônimo disse...

Esses pardais são uma praga. Velocidade somente não é sinônimo de morte no trânsito (vide as autobahns alemãs). O que importa é a velocidade RELATIVA. Por ex.: andar a 80km/h em perímetro urbano é perigoso sim, mas andar a 120km/h em uma reta de 5km no Brasil Central em plena luz do dia e sem movimento não é perigoso nada. Ou entre Carazinho-Soledade aqui no RS, estrada boa, com boa visibilidade.
Mas a fúria arrecadatória e a burrice não tem limites mesmo.

Anônimo disse...

e o PT gosta, não se esquecer que enquanto a tragédia da rotina campeia, o PT se lava no Planalto com falcatruas de todo feitio. Se não houvesse nenhum acidente, natural ou ocasional, o Povo iria se preocupar com a corja, eles estão pouco ligando para acidente; este governo já é uma acidente, entendam isto.............