Morreu o viciado e comunista jogador argentino Diego Maradona.

Morreu o jogador Diego Maradona, 60 anos, informou o jornal argentino Clarin.

Maradona era viciado em cocaína, parlapatão e lulopetista, além de fã incondicional dos regimes narco-comunistas da Venezuela e de Cuba.

Morreu de overdose.

Dificilmente fará falta.

CLIQUE no site do jornal Clarin para mais informações: https://www.clarin.com/

33 comentários:

Anônimo disse...

Já foi tarde. O futebolzinho dele não se comparava nem com o do Zico. Jogou uma copinha e virou ídolo. Tem os babacas que insistem em comparar com Pelé. Nem daqui 1000 anos. Botou tanta droga pra dentro do corpo que explodiu.Viveu uma vida desregrada, se bandeou pro lado dos comunistas, resumindo era tudo que não prestava naquele corpo. Morreu doente, todo errado.Nao vai fazer falta

Anônimo disse...

Parabéns pela forma de dar a notícia, Políbio.
Muito profissional.

Anônimo disse...

Um comunista sujo a menos. Bem que poderia começar a morrer os do Brasil também.

Anônimo disse...

Dirão que foi o coronga.

Anônimo disse...

O senil editor falou mal do Maradona (com razão), mas não teve colchões para chamar o marginal do Carrefour de marginal?

Anônimo disse...

Pelo título do post, estou bem desconfiado que o Polibio não ia com a cara do Diego Mãozinha de Ouro!!

Fidel só quer um por vez, ou seja, aguardem, vermelhinhos ! disse...

O cara era tão comunista que terminou morrendo exatamente na mesma data em que morreu Fidel Castro, ou seja, imagina como não devem estar orgulhosos e invejosos o Chico Buarque, Caetano Veloso e Wagner Moura ?

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
aparecido disse...

o pó mata...o pó é ccc cadeia, caixão e cemiterio...Pelé.. 20 anos mais velho tai firme...

Anônimo disse...

Credo! Pegou pessado.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
ZAPELINO B disse...

Não soube viver!
Não soube morrer, pois morreu de forma inglória, por overdose.
Que Deus, juiz misericordioso se apiede de sua vida errática, é o que nos resta pedir nesta hora!!!

RICARDO AMMIRABILE VIANNA disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Poxa...normalmente a esquerdalha passa dos 100, a vida é ótima. Bom, sempre tem os idiotas que se estragam por conta própria!

Anônimo disse...

A esquerda ainda quer liberar drogas para o povo se matar mais rapidamente. É um caminho sem volta.

Anônimo disse...

Prefiro lembrar do Maradona pelo seu genial talento com a bola nos pés do que por essas outras questões. Quem ama o esporte está de luto.

Anônimo disse...

Não faz falta.

Tarciso disse...

Agora ele irá se encontrar com Fudel, Che, Chávez e outros comunistas. Só não sei onde será o encontro.

Renato disse...

O Maradona ilustra muito bem o que é parte da Argentina,malandra,cafajeste,sem escrupulos,mas encanta muita gente,eu que não dou a minima para futebol e nem para jogadores de futebol,não estou nem ai.provavelmente Vão esquecer do maior lockdown fracassado do mundo por um instante e vão chorar o defunto,quando não render mais,vem o lockdowm e a vacinação e la nave vá.

Anônimo disse...

Nossa! A esquerda é tão phyna...milordes e mileides em prantos, aqui...

Anônimo disse...

Kkkkkk. Vero

Anônimo disse...

Verdade. Bem assim

Anônimo disse...

Será que o Governo da Esquerda Escarlate Bolivariana Atrasada da Argentina e vai proibir o povo argentino se despedir de seu ídolo ou como Maradona era Vermelho Escarlate o "Tauchdaw" será liberado e sem uso de mascaras? Vamos Aguardar para ver a hipocrisia dos Hipocritas.

Anônimo disse...



E ainda tem os articuladores que articulam a descriminalização de drogas aqui no Brasil. Devemos lutar sempre contra a descriminalização de drogas, isso só serve para desagregar as famílias e destruir o futuro dos jovens.



Ariel disse...

Futebol, esporte, é uma coisa; política outra muito diferente....o fato de uma pessoa ser comunista (ideologia) não lhe mancha a honra. Maradona, um atleta que encantou o mundo com seus dribles etc....sou fã de todos os grandes e até dos pequenos atletas.....lamentável, associá-lo a ideologias etc......

Anônimo disse...

Aos chinelos de plantão dando notícia sobre a morte de Maradona!

Eduardo Galeano nos legou a descrição definitiva do imortal Maradona: “um deus sujo e pecador, o mais humano dos deuses”.

“Qualquer um poderia reconhecer nele uma síntese ambulante de fraquezas humanas, ou pelo menos masculinas: mulherengo, ganancioso, bêbado, trapaceiro, mentiroso, presunçoso, irresponsável. Mas os deuses não se aposentam, por mais humanos que sejam. Ele jamais poderia retornar à multidão anônima de onde veio. A fama, que o salvou da miséria, o fez prisioneiro”, escreveu.

O uruguaio Galeano homenageou o argentino Diego em seu livro “Futebol ao sol e à sombra”, lançado em 1995.

Anônimo disse...

Do pó ao pó!

Anônimo disse...

Políbio só disse verdades!

Anônimo disse...

Mas Galeano mesmo criticando, acaba elogiando. Afinal, pecador é mal menor para a deplorável figura em questão. Faltou expressar outras mazelas, como promotor de traficantes, adulador de corruptos, amigo de fascínoras, íntimo de genocidas! Resumindo: canalha e criminoso!

Anônimo disse...

Renato Gaúcho sobre Maradona: ‘Para mim, nunca vai morrer’:

25 novembro, 2020 - DCM

Nesta quarta (25), Renato Gaúcho, técnico do Grêmio, prestou homenagem a Diego Maradona, que morreu hoje à tarde aos 60 anos após uma parada cardiorrespiratória.

“O nosso técnico, Renato Portaluppi, gravou um depoimento sobre a perda de um dos maiores ídolos do futebol e seu amigo pessoal. Nossas palmas para Diego Armando Maradona, neste dia triste para todo o esporte mundial”, diz texto publicado junto ao vídeo.

Veja abaixo:...

Anônimo disse...

Do pó ao pó...

Anônimo disse...

E o Zico, ganhou o que ? Disputou três Copas do Mundo e se fudeu em todas. O único clube europeu que se interessou por ele foi a medíocre UDINESE, um timeco de várzea do norte da Itália. Zico só jogava no Maracanã e só fazia gols no Madureira, Olaria, São Cristóvão, Bonsucesso, Campo Grande e Bangu. Depois jogou no Japão, onde até a minha sogra jogaria.

Unknown disse...

Um gênio na bola, ele tinha todo o direito de manifestar seu ponto de vista politico, sobre sua vida e seus erros, que atire a primeira pedra aquele que nunca errou