Saiba como o dinheiro sujo desviado da ditadura comunista de Angola veio parar na Paraíba


Bruno Fonseca, Gabriel Rodrigues e Natalia Viana, da Agência Pública.  No Brasil, participam do projeto o Poder360, a Agência Pública e a revista Piauí. Este texto é do Poder360 de hoje. A ditadura de Angola é queridinha do PT. Lula sempre esteve ligadíssimo ao ditador José Eduardo dos Santos (ao lado, com a filha bilionária, Isabel).

Eles não economizaram aqui”, afirma, solícita, uma das vendedoras dos 130 apartamentos do Solar Tambaú, empreendimento imobiliário de luxo à beira-mar em João Pessoa, na Paraíba. “Além dos milhões e milhões que colocaram aqui para comprar o terreno, ainda investiram bastante nos apartamentos. Ele trouxe tudo o ‘top do top’ de construção no mundo”, afirma a jovem vendedora, sobre seu chefe português.

De fato, na construção do edifício não houve um traço de austeridade: os R$ 20 milhões que, se estima, foram gastos para erguer o condomínio saltam aos olhos nos apartamentos com iluminação controlada pelo celular, esquadrias alemãs e mosaicos italianos. E a 30 quilômetros dali o mesmo investidor angolano teria gasto outros R$ 70 milhões para construir um dos mais luxuosos resorts do litoral paraibano, o Mussulo, cujos mais de 100 bangalôs representaram durante anos a pujança do investimento estrangeiro no Nordeste.

A suntuosidade de ambas as construções, contudo, disfarça a origem dos recursos que as tornaram possíveis: uma rota de desvio, sonegação e lavagem de dinheiro internacional, segundo a Polícia Federal (PF). Durante cerca de sete anos, a PF investigou o homem por trás dessa rota: o angolano José Carlos de Castro Paiva, figura de confiança do político que governou Angola por quase 40 anos – José Eduardo dos Santos. Castro Paiva foi durante 25 anos diretor-geral em Londres da poderosa estatal petrolífera angolana, a Sonangol.

CLIQUE AQUI para ler tudo, inclusive os nomes das publicações envolvidas na rede de reportagens.


7 comentários:

Anônimo disse...

Enquanto a Orcrim Lulopetista e seu Braço Político, PT, não forem EXTIRPADOS da sociedade brasileira, VIA PRISÃO PERPÉTUA de seus líderes, a começar pelo Farsante Lularápio, o Brasil não terá sossego!!!!

Qualquer pessoa que, hoje, apoiar essa Orcrim, através de apoio político ou mesmo voto nas urnas, passa RECIBO DE DESONESTO e confessa que NADA VALE!! Pior, são mais de 40 milhões de brasileiros que ainda votam nessa seita disfarçada de partido político!!!!

Alberto disse...

Onde a tal esquerda deu certo? Chega de roubalheiras!

José Corrêa disse...

E eram apoiados pelos PTbas parceiros nos crimes!!!

Soçalizta e komunizta adoram roubar os pobres!!!

Anônimo disse...

Polibio
Boa noite
Trabalhei 10 anos em Angola. Deixou de ser comunista em 1992 (oficialmente o termo foi abolido do nome do país em 1992). Foi de 1977 até 1992.
Os valores informados na reportagem são "troco do cafezinho" para as pessoas citadas. Se multiplicares por 30 ou 40 começarão a fazer algum sentido para esta turma.
Um bom apto ou casa em condomínios de Luanda tem preço inicial igual a USD 3 milhoes.
A PF e a Receita devem investigar mais a fundo.


Anônimo disse...

.


CADÊ OS ESQUERDISTAS VAGABUNDOS QUE VIVEM CRITICANDO AQUI O BOLSONARO AGORA??


.

Anônimo disse...

Essa desigualdade social advinda dos cofres públicos, não será discutida em DAVOS com certeza.

Novos Bilionários surgem todos os anos, é o que está incomodando. E boa parte vinda da política, nesse ponto, por conta da corrupção e da roubalheira do dinheiro público, não vão falar nada.

Anônimo disse...

Novo slogan do PT:
ONDE TEM FALCATRUA, TEM PT!