Deputado Lara poderá repetir o caso de Cássio Trogildo, ex-presidente da Câmara de Porto Alegre

É inédita a condição do deputado Luis Lara, PTB, porque jamais, antes, na história do Legislativo do RS, um presidente da Assembleia permaneceu no cargo depois de ter seu mandato cassado, muito embora tenha direito a recursos.

Os deputados estaduais não querem aprofundar qualquer discussão sobre a substituição do presidente, mas já tem suplente interessada na vaga, pelo que se sabe até agora.

O deputado Luís Lara ficará na mesma condição que enfrentou o vereador Cássio Trogildo, também do PTB, que foi condenado e teve o mandato cassado pela Justiça Eleitoral do RS, mas permaneceu no cargo enquanto fez sua defesa, que só transitou em julgado oito anos depois.

O advogado de Lara é o mesmo advogado que defendeu Trogildo, no caso Antonio Augusto Meyer.

7 comentários:

Anônimo disse...

Presidente de Assembleia sendo cassado.Presidentes com impeachment,presos,investigados...O que se pode esperar de um país assim? nada.O passado é negro.O presente uma podridão.O futuro e esperança nem existe.Vivemos no limbo.

Anônimo disse...

Acredite se quiser ! E a justiça e órgãos de controle e fiscalização fingem que isso não existe...e sempre com esse partido ?

Anônimo disse...

Que só transitou em julgado “ oito anos ” depois. Essa é a Justiça Brasileira. Vergonhoso para um país como o Brasil. Mas é a que temos.

Anônimo disse...

8 anos ? E ai justiça ? Que vergonha !

Anônimo disse...

Os político se auto protegem porque são uma quadrilha de ladrões, deveriam dar um bom exemplo a sociedade, mas parece que são a pior classe dentro da sociedade porque rasgam a constituição para poderem roubar.

Anônimo disse...


O PTB de Zambiasi e Roberto Jefferson fazendo história no RS.

Anônimo disse...


São estes exemplos que alguns malucos ganham razão em querer o Lula fora da prisão.