Polícia Federal amplia prisões de hackers. Glenn Greenwold pode estar envolvido. Saiba mais sobre a Operação Spoofing.

Inicialmente, dia 23 de julho, foram presos quatro hackers que invadiram criminosamente os celulares de Deltan Dallagnol e outras autoridades federais ligadas à Lava Jato: Gustavo Henrique Elias Santos, de 28 anos, que trabalha como DJ e já respondeu por porte ilegal de arma; sua esposa, Suelem; Danilo Marques e Walter Delgatti Neto, o Vermelho, que é o líder do grupo. Depois vieram Luiz Molição e Chiclete.

Esta semana também foram presos Luiz Molição, estudante de Direito e amigo de Delgatti, e Thiago Elieaer, o Chiclete. O jornal O Globo diz que as duas prisões da Operação Spoofing são fruto de confissão de Walter Delgatti ou Gustavo Henrique Elias Santos, devido a quantidade de detalhes reveladas nas investigações visando a atividade de ambos. Glenn Greenwald estaria sendo aconselhado a deixar o Brasil.

Milhões movimentados 
As quantias movimentadas por Thiago Eliezer ‘Chiclete’ e seus laranjas são bem maiores que as feitas por Walter Delgatti Neto e seus comparsas.

CLIQUE AQUI para ler mais.

28 comentários:

Anônimo disse...

e como ficou a manuela nesse jogo todo ? Muito estranho o nome dela aparecer no meio disso....

Anônimo disse...

Que conversa pra boi dormir essa de hacker...

Anônimo disse...

Para defender vazamento ilegal de áudio entre Dilma e Lula, Deltan articulou nota da ANPR:

Leia abaixo os diálogos como foram publicados pelo The Intercept:

17 de março de 2016 – chat pessoal

Deltan Dallagnol – 00:31:58– Enviei pro Alan misturando a que ele fez e a nossa. Ele deve alterar algo e te passar

Dallagnol – 00:31:59 – Nota da Associação Nacional dos Procuradores da República...

Dallagnol – 00:32:03 – Obrigado

José Robalinho Cavalcanti – 00:32:22 – Vou mexer agora mestre

Robalinho – 01:34:35 – [anexo não encontrado]

Robalinho – 01:34:35 – Veja o,que acha. Tornei mais política. Amaciei as palavras sem cortar conteúdo

Dallagnol – 01:35:18 – peraí

Dallagnol – 01:36:07 – No primeiro parágrafo ficou dúbio o que foi feito atendendo a pedido dos Procuradores

Dallagnol – 01:36:17 – A vinda a público rechaçar, ou a decisão?

Dallagnol – 01:36:33 – Parece que a ANPR está vindo a público só pq pedimos rs

Dallagnol – 01:36:45 – Seria bom ajeitar a redação para deixar claro que é a decisão que foi feita atendendo a pedido

Robalinho – 01:36:58 – Ok

Dallagnol – 01:37:56 – segundo parágrafo: trocar o lugar da palavra "integralmente" porque parece que é integralmente a pedido... colocaria "foi implementado a pedido do MPF integralmente enquanto..."

Dallagnol – 01:39:13 – ampla defesas - não ficaria melhor talvez ampla defesa?

Dallagnol – 01:39:22 – ou amplas defesas

Robalinho – 01:40:18 – Ok

Dallagnol – 01:40:27 – trocaria missões por funções... para retirar a chance de interpretação de messianismo

Dallagnol – 01:41:29 – dava para colocar um adjetivo aí: "que desenvolvem suas missões de modo técnico e sereno em investigação complexa, que deslinda...."

Dallagnol – 01:42:10 – vi que depois usou tanto os adjetivos técnico como sereno... então vai outra possibilidade

Dallagnol – 01:42:23 – "que desenvolvem suas missões de modo profissional e com equilíbrio em investigação complexa, que deslinda...."

Dallagnol – 01:43:21 – Moro pede pra não usar o nome dele... colocaria "no Juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba'

Robalinho – 01:43:21 – Já mudei. O que mai rs

Dallagnol – 01:43:29 – Perfeito.

Dallagnol – 01:43:31 – manda ver

Dallagnol – 01:43:34 – ficou excelente

Robalinho – 01:43:34 – Aí sou contra

Robalinho – 01:43:45 – Deltan temos de defender ele com todas as letras

Robalinho – 01:43:49 – O nome mesmo

Dallagnol – 01:44:26 – Ok. na parte em que fala que "o Brasil espera que as instituições funcionem" paraece um tom crítico

Dallagnol – 01:44:38 – que pode ser crítico à atuação no caso.

Dallagnol – 01:45:25 – Sugestão: "O Brasil espera que suas instituições continuem a funcionar de modo serena, porém firme, dentro da legalidade, e sobretudo sem qualquer indevida interferência externa, seja política, econômica ou pessoal, vinda de quem quer que seja."

Dallagnol – 01:46:01 – Excelente, obrigado!

Dallagnol – 01:46:43 – Vou embora da proc agora... obrigado! Pode mandar ver

Robalinho – 01:47:45 – Já vou mandar aqui a versão final. Um minuto

Robalinho – 01:47:45 [anexo não encontrado]

Robalinho – 01:47:45 – Vejam como ficou e podem mexer. Rs

Dallagnol [mensagem encaminhada] – 10:17:14 – Deltan vi que a Ajufe está organizando uma manifestação hj as 13:30

Dallagnol [mensagem encaminhada] – 10:17:14 – Em todas as subseções os juízes e servidores vão descer em defesa do Moro e da LJ

Dallagnol [mensagem encaminhada] – 10:17:14 – penso que seria bom fazermos aqui no MPF também

Dallagnol –10:17:23 – Já foi a nota?

Dallagnol – 10:17:45 – Pode ter ido. Não vi novamente, mas tava ótima.

Dallagnol – 14:48:07 – Robalinho, obrigado por todo o seu apoio. Todos aqui entendem que chegou um momento, agora, de uma articulação maior por parte da ANPR para coesão da carreira, e agradecemos por podermos contar com Você nisso. Por faovr, deixe-nos a par do que conseguir implementar, para entendermos melhor a evolução do cenário, inclusive interno.

Anônimo disse...

Robalinho a Deltan sobre reajuste para o judiciário: sabemos que Moro sempre foi a favor:

21/09/2019 - Brasil 247

A série de reportagens da Vaza Jato publicada pelo site The Intercept Brasil neste sábado (21) não tem o sugestivo nome "Uma mão lava a outra (a jato)" por acaso.

Após mostrar o procurador Deltan Dallagnoll, em março de 2016, fornecendo uma mãozinha ao então presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), José Robalinho Cavalcanti, a reportagem do editor Rafael Moro Martins mostra que dois anos e meio após o episódio, quando Sergio Moro aceitou o convite de assumir o ministério da Justiça de Jair Bolsonaro, "Robalinho viu a chance de pedir a Dallagnol – e a Moro – o retorno pelo apoio tão fartamente prestado ao longo dos anos anteriores".

"Caro Deltan, O pedido que lhe faço agora – e em larga medida de toda a frentas – é tentar fazer chegar um apelo a Sérgio Moro sobre o reajuste nosso e dos Juízes. Sabemos que Moro sempre foi a favor. Sofre com a mesma corrosão que sofremos e sabe, para além da injustiça conosco – vez que todos tiveram alguma reposição, menos as magistraturas – que isso está enfraquecendo a atratividade das duas carreiras", escreveu Robalinho.

"A pressa de Robalinho se justificava: cabia ao governo do turno, comandado por Michel Temer, incluir no orçamento ou mandar para lixo o aumento de 16,38% nos salários dos procuradores. Embora Dallagnol não tenha respondido, pelo Telegram, às mensagens do presidente da ANPR, o reajuste, afinal, saiu", conta a reportagem.

Leia a mensagem na íntegra: ....

Anônimo disse...

HOUSE DESPENCATION (A CASA CAIU) para esse americano pervertido, devasso, viciado em cocaína, gigolô de garotos de programa para seus filmes pornográficos PODRES. Pagava mais para os :atores" que transassem sem camisinha, pouco se lixando se o infeliz iria contrair ou não o vírus HIV. Glen Greenwald é um LIXO, tudo o que pode haver de PODRE num ser humano. Cadeia já para esse delinquente !

Anônimo disse...

Vaza Jato prova que vivemos num bordel de togas:

21 de setembro de 2019 - Brasil 247

Jornalista Leandro Fortes

Prestem atenção nesse diálogo, o mais recente vazado pelo Intercept Brasil. Nele, os procuradores federais Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Lava Jato, em Curitiba, e José Robalinho Cavalcanti, então presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), em 2016, combinam uma nota oficial para ajudar o chefe a sair de uma enrascada:

Dallagnol – 01:43:21 – Moro pede pra não usar o nome dele... colocaria "no Juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba'

Robalinho – 01:43:34 – Aí sou contra

Robalinho – 01:43:45 – Deltan temos de defender ele com todas as letras

Robalinho – 01:43:49 – O nome mesmo

O chefe, para quem ainda se surpreende, era o juiz do caso, Sérgio Moro, então titular da 13ª Vara Federal de Curitiba. Moro tinha acabado de tornar públicos áudios de conversas entre a então presidenta Dilma Rousseff e seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, naquilo que se tornaria o ponto de inflexão da Lava Jato como ação judicial clandestina de caráter golpista e partidário.

Para quem não entendeu ainda: Sérgio Moro, o mesmo juiz que iria julgar e condenar Lula, no inacreditável caso do triplex do Guarujá, deu orientações para os procuradores – acusadores de Lula – montarem uma nota pública que lhe salvasse a pele.

No limite, era uma organização criminosa formada por um juiz e dois procuradores para enganar a população e fraudar os argumentos que seriam colocados, mais tarde, nas explicações ao Supremo Tribunal Federal.

Lula só está preso – e, esses patifes, livres – porque não estamos vivendo em um país, mas em um bordel de togas.

Anônimo disse...

Da Revista Veja:

O Paraná Pesquisas mediu a opinião popular sobre as cotoveladas de Bolsonaro em Sergio Moro. A surpresa: 52% acham que ele lida com Moro “como deveria”.

Anônimo disse...

https://www.jornalnh.com.br/_conteudo/noticias/regiao/2019/09/2501179-juiz-lamenta-decisao-que-desativa-conteineres-cela---retrocesso.html

Anônimo disse...

https://www.jornalnh.com.br/_conteudo/noticias/regiao/2019/09/2501179-juiz-lamenta-decisao-que-desativa-conteineres-cela---retrocesso.html

Anônimo disse...

Mazzaropi mandou um recado para os petistas: Vtnc

Anônimo disse...

Getulio Vargas mandou um recado para as esquerdas: Fdam-se

Anônimo disse...

Luis Carlos Prestes saiu em defesa dos comunistas: Vão se ferrar.

Anônimo disse...

Banco Matrix S/A, Linear DTVM S/A, RMC Corretora de Valores S/A e Planibanc Participações S/A. Todas com sede na Vila Olimpía e Brooklin região da Berrini, Faria Lima e Roberto Marinho.

Anônimo disse...

Verdevaldo, pode esperar, tua cadeia vai chegar...

José Corrêa disse...

Prendam o Greenwialldo e o Millanta logo!!!

E depois a Mau cun ella!!!

E logo chega no Andrad!!!

Dirceu Ghatolino Chilindró disse...

Se Greenwold está envolvido, a historinha contada por Manú pode desmoronar

Anônimo disse...

... ... ... DEMORÔ !!! ... ... ...

Anônimo disse...


GEOGRAFIA POLÍTICA:
http://vod.grupouninter.com.br/2018/AGO/201801275-A01.mp4 
http://vod.grupouninter.com.br/2018/AGO/201801275-A02.mp4 
http://vod.grupouninter.com.br/2018/AGO/201801275-A03.mp4 
http://vod.grupouninter.com.br/2018/AGO/201801275-A04.mp4 
http://vod.grupouninter.com.br/2018/AGO/201801275-A05.mp4 
http://vod.grupouninter.com.br/2018/SET/201801275-A06.mp4 

Anônimo disse...

Sabes se é o áudio original ou um adulterado? Não sabes.

Anônimo disse...

Agora o PT orcrim arranjou outro jeito de financiar seus larápios, está usando a mega sena que era dos dos políticos de BSB.

Anônimo disse...

Esse petralha da turma dos ladrões de dinheiro público, das 19,09. Faz um CTRL-C CRTL-V desse site famigerado do Brasil 247, site do partido ladrão. Teu chefe tá preso BABACA...!!!

Anônimo disse...

Imaginem o Brasil sendo governado pelo "luladrão é haddad - haddad é luladrão", tendo como vice....a Manuela dávila.

Anônimo disse...

O idolo, Moro, já afirmou que a origem do fato não importa - SÓ O FATO! Nao querer enxergar isso é cegueira - aliás, fundamentalismo. Parabéns aos órgãos de imprensa que estão divulgando os escaninhos sujos da justiça.

Anônimo disse...


GEOGRAFIA POLÍTICA:

A Amazônia na geopolítica mundial dos recursos estratégicos do século XXI:
https://journals.openedition.org/rccs/5993
https://journals.openedition.org/rccs/pdf/5993

Repensando a Geografia Política - Um breve histórico crítico e a revisão de uma polêmica atual:
http://www.revistas.usp.br/rdg/article/view/47246/50982
http://www.revistas.usp.br/rdg/article/view/47246

A relação entre espaço mundial e território nacional sob as dinâmicas da mundialização:
https://www.ufrgs.br/nerint/folder/artigos/artigo46.pdf

resenha de "O Brasil, a América Latina e o Mundo - espacialidades contemporâneas":
https://revistas.ufrj.br/index.php/EspacoAberto/article/view/2293/1936
https://revistas.ufrj.br/index.php/EspacoAberto/article/download/2293/1936

livro "Blocos econômicos no panorama mundial: análise geográfica e econômica":
http://www.intersaberes.com/item-catalogo/blocos-economicos-no-panorama-mundial-analise-geografica-e-economica/

livro "Geografia Econômica e Geografia Política":
http://www.intersaberes.com/item-catalogo/geografia-economica-e-geografia-politica/

Anônimo disse...

A questão é simples. As mensagens vazadas pelo Intercep são falsas?

Se as mensagens são falsas, como os procuradores estão *justificando" os conteúdos? Como o Miller está confirmando?

A estratégia do Intercept fantástica e os procuradores desprovidos de perspicácia. Quando as mensagens demonstram flagrante ilegalidade eles vem com a conversa de que não reconhecem e que o material é ilegal.

Alias, "só agora" querem prender jornalistas que soltam a noticia, quando o ex juiz moro pessoalmente (assim com Procuradores do MPF e Delegados da PF) vazava noticias sobre o PT e lula, valia tudo.

Anônimo disse...

As revelações bombásticas do The Intercept mostram que a Lava é responsável pela quebra de grandes empresas nacionais, com grande reflexo na recessão crônica do país.

O agravamento da crise fiscal é resultado da irresponsabilidade dessa gente. Só a Odebrecht demitiu mais de 400mil. Subempreiteiras, fornecedores e colaboradores demitiram milhões. O estrago social e fiscal n compensam o valor das multas aplicadas. A L Jato quebrou o país.

Anônimo disse...

Não adiante encobrir o sol com a peneira. Na ótica da Lava Jato, o crime compensou e muito para delatores. Estão todos soltos, com milhões em Euros/Dolares, desfrutando de suas mansões. Os trabalhadores foram punidos c desempregos, perda de direitos e sem amparo previdenciário. Para punir infratores ñ é necessário quebrar as empresas. As empresas fazem o país crescer, geram emprego e receitas p o estado. Entenderam ou querem que desenhe?

Por isso, o Intercept age bem ao "revelar" os "rastros" dos meandros das armações do ex juiz moro e de Procuradores contra o PT e lula, ou seja, forjaram provas e quebraram a industria naval e a construção civil para prenderem o lula, ao mesmo tempo abriram esse nicho de mercado para empresas estrangeiras, de preferencia "americanas"....

Anônimo disse...

Por falar em dinheiro: O rigoroso processo de investigação em parceria com instituições internacionais que a lavajato fez tentando localizar dinheiro de Lula no exterior deveria ser estendido para todos os integrantes da lavajato, pois é bem provável que esses acordos de delação que pouparam a fortuna dos empresários tenha tido um preço.