Juros básicos caem para 5,5% ao ano. É a menor taxa desde 1986.

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu nesta quarta-feira, por unanimidade, reduzir a Selic, taxa básica de juros da economia, de 6% ao ano para 5,5% ao ano.

O percentual, que já era esperado pelo mercado financeiro, é o menor da série história do Banco Central, que começou em 1986. A taxa básica de juros serve como referência para as demais taxas cobradas de famílias e empresas.

7 comentários:

Anônimo disse...

A mídia não fala nada, mídia esquerdista.

Anônimo disse...

Falta cortar juros do cartão de crédito e do cheque.

Anônimo disse...

Chegará ao consumidor?
Ou o spread bancário comerá tudo pelo caminho?

Ultra 8 disse...

Poupança, zero de juro, povo na miséria, mas bancos, ainda por cima, sugam o que resta do correntista.

Em outro mundo, isto chama-se crime.

Para o banqueiro, Paulo Guedes, é festa, seu bolso cheio de juros, dos vampirizados clientes quase zumbis.

Anônimo disse...

Com isso, os melhores fundos de renda fixa vão render FABULOSOS 0,35 % ao mês. Já a famigerada Caderneta de Poupança vai render ASTRONÔMICOS 0,25 % ao mês.

Anônimo disse...

Neste cenário de recessão mundial com todos procurando segurança no dólar e os bancos centrais dos Eua e Europa baixando juros só vai fazer o dólar subir mais aqui, travando mais ainda a economia e empurrando os incautos para a bovespa. Quando ocorrer o próximo crash mundial muitos vão perder tudo. Está fazendo o mesmo que a Dilma fez e não deu certo. Está dobrando a aposta que vai empurrar os poupadores para o mercado já que não conseguem impor a cpmf. O dinheiro não aceita desaforo e já está de saída. É só ver o fluxo de capital estrangeiro saindo todo mês da bovespa.

José Corrêa disse...

A impren$a vai divulgar???

E os banco$ vão diminuir suas taxas de juros???