PEC que revoga plebiscito para estatais poderá ser genérica

O projeto que o governo gaúcho enviará esta semana ao RS e que contemplará as privatizações de CEEE, CRM e Sulgás, poderá ser mais amplo do que parece.

A PEC, especialmente, poderá propor a revogação da necessidade de plebiscito.

Sem especificar caso a caso.

Isto abriria caminho, também, para a inclusão do Banrisul.

5 comentários:

Luiz Vargas disse...

É muito bom que ocorra isto porque o embusteiro enrolador que está governador estará assinando embaixo atestando a veracidade de uma de suas mentiras na campanha eleitoral no intuito de chegar ao poder. Os fins justificam os meios. Este barbichinha é tão ou mais mentiroso e hipócrita que o Napoleão Júnior.
Parabéns a gauchada botocuda que mais uma vez foi emprenhada pelas orelhas e bovinamente caiu no conto do bilhete premiado (o Truta e o peremPTório são provas disto).

Anônimo disse...

Bom antes de ser eleito o novo governador deu uma entrevista falando que ja mais privatizaria as estatais sem antes pensar como ficaria os funcionários,ou será que o RS vai ficar com mais desempregados e muitos tendo que abandonar suas terras em busca de empregos em outros estados.

Anônimo disse...

AGORA TA NAS MÃOS DA OPOSIÇÃO NÃO DEIXEM VENDER NOSSO ESTADO NÃO RESOLVE NADA,SÓ VAI PIORAR TODAS ELAS DÃO LUCRO PRINCIPALMENTE A CEEE QUE TEM CAIXA PRÓPRIA.

Anônimo disse...

Quero só ver. O estado vai passar nos cobres o maior patrimonio que tem por uma prorrogação que aumenta a dívida e a torna imoagavei. Como somos expertos vamos vender a galinha a troco de banana. Sempre é bom ver a experteza do povo gaúcho em ação. Passaram décadas nos penalizando pra manter estados deficitários (Impostos que não voltam) como os do norte e o que a gente faz? Continua pagando.

Anônimo disse...

Quero só ver. O estado vai passar nos cobres o maior patrimonio que tem por uma prorrogação que aumenta a dívida e a torna imoagavei. Como somos expertos vamos vender a galinha a troco de banana. Sempre é bom ver a experteza do povo gaúcho em ação. Passaram décadas nos penalizando pra manter estados deficitários (Impostos que não voltam) como os do norte e o que a gente faz? Continua pagando.