Opinião do editor - Bolsonaro ficou sem seus 100 dias de graça

O histórico período de graça de 100 dias, parece não ter sido concedido ao presidente Jair Bolsonaro.

Nem se trata da desmoralizada oposição lulopetista, cujos principais líderes estão na cadeia ou na iminência de parar lá.

É tudo fogo tradicional, com ênfase para o corporativismo estatal, o sindicalismo pelego, os empresários deslocados dos cofres públicos e as lideranças políticas da velha política, quase todos alojados no PT, MDB e PSDB, os três Partidos com maior número de corruptos sob investigação, em julgamento, condenados e presos como ladrões vulgares do dinheiro público.

O bolo inclui a mais influente mídia tradicional (Rede Globo, Veja, Folha, Zero Hora) ameaçados de ficar sem as milionárias verbas publicitárias do governo federal; e de internet, no caso blogs e sites sujos.

36 comentários:

Anônimo disse...

Isso chama jogo de interesse, já era esperado que ao mexer no Vespeiro, as vespas iriam picar.Nem precisou mexer em alguns vespeiros que as vespas estão ourica das.

Anônimo disse...

Culpa do filho dele. Se como deputado estadual já Tava fazendo essas falcatruas imagina sendo senador e ainda tendo o pai na presidencia pra acobertar o que ele não é capaz de fazer.

Anônimo disse...

Fostes direto, concordo contigo Polibio!

Anônimo disse...

Pelas atitudes destas entidades partícipes da história nacional, já sabemos bem o joio que deverá ser extirpado, rapidamente eliminado, sem perdão. São inimigos históricos do Brasil decente, favorecem bandidos, corruptos, corruptores e bandidos ideológicos.

Anônimo disse...

É verdade Políbio, assino a revista Veja, desde janeiro de 1980, e acompanho desde então a trajetória da revista em direção a essa esquerda corrupta - aí incluído o PMDB, PSDB e naturalmente o famigerado PT, o MAIS CORRUPTO GOVERNO NA HISTÓRIA MUNDIAL, dito pela TRANSPARÊNCIA INTERNACIONAL, os governos do PT são, numa listagem dos 10 mais corruptos do mundo, está em 2º lugar, atrás da MÁFIA RUSSA. Triste povo brasileiro, onde as crianças estão procurando o que comer nos lixões(isso aki no sul maravilha) enquanto esse governo ladrão gastou mais de 75 BILHÕES DE DÓLARES EM OBRAS NO EXTERIOR COM DINHEIRO DO BNDES.

Emmanuel disse...

Grande verdade! Mas, não tem jeito: não é Bolsonaro que quer essa gente no lixo ... é o povo que ver essa cambada apeada ... e vai ver, sim!

Anônimo disse...

Puxa e eu inocentemente pensando que o editor teria o bom senso de dizer o fogo amigo dos ministros despreparados e a própria prole envolvida em acusavoes da sua principal bandeira....ahhhhh editor, estás ficando cada dia mais desprezível!

Anônimo disse...

Resumo : a briga é pelo dinheiro, nada mais ...

Anônimo disse...

Puxa então era pra deixar quieto toda a bagunça e começar a desenrolar depois de 100 dias? E se for tarde demais? Até lá o Queiroz e o Flavinho já esconderam tudo, a indústria de liquidificador fechou com os altos índices de morte infantil, os meninos só usam azul e a religião acabou com a teoria de evolução e a previdência tá na maos dos grande bancos e o Governo atendendo o alto clero e contrato filhos e amigos com currículo técnico hahahahahahaha. Tá difícil defender a saída do Acordo do Paris de manhã e a tarde defender a entrada no Acordo de Paris hahahahahhaha

Unknown disse...

Política é isso aí...
Amigo só tem virtude; adversário só tem defeito. Se não tiverem, a gente cria.

Unknown disse...

Políbio, vc é macaco velho.
E tá careca de saber: Política é isso aí...
Amigo só tem virtude; adversário só tem defeito. Se não tiverem, a gente cria.

Anônimo disse...

chora mais editor.....kkkk...Os bandidos ladrões de estimação do editor tds desmoralizados tão rapidinho

Anônimo disse...

Parabéns Polibio!! Bolsonaro mexeu no vespeiro, no sistema corrupto, já era esperado esse esperneio e essa união para derrubar o governo!! mas estamos com Bolsonaro!!

Anônimo disse...

Ta faltando os cretinos do antagonista e sua sócia os picaretas da empiricus que querem continuar faturando com a especulação e a crise. E aquele blog de falsos moralistas e jacobinos, cujo um dos proprietarios é empregadinho da globo o diogo Mainardi, o psicopata de veneza, necessitam de crises polêmicas e denunias para continuarem a ter ckicks e faturar milhões. O que seria deste site se não houvesse crise pois não tem capacidade de produzir notícias

Anônimo disse...

Nada que não se possa resolver. Os cem dias terminaram antes porque o governo começou no primeiro dia a mexer nos interesses dos velhacos. O que nos importa é que conseguimos tirar a esquerdalha do poder. Agora é trabalho sério e perseverança. Graças a Deus, vivemos para ver os esquerdopatas serem escorraçados para a cadeia.

Anônimo disse...

esse presidente,pelo que estou vendo, já era; é melhor "JAIR" se acostumando

Anônimo disse...

Editor com toda essa idade se iludiu mais uma vez com o Messias da hora.

Agora começa a relativizar a ética, assim como costuma reagir aos feitos do MDB, aquele partido quadrilha de ladrões e prostitutas.

Anônimo disse...

Impeachment já.

Anônimo disse...

Para não esquecer: em 2008, ex-mulher acusou Bolsonaro de ter renda superior ao que recebia como deputado e militar:

Publicado em 20 janeiro, 2019 3:10 pm
Do G1.

A revista “Veja” teve acesso a um processo em que a ex-mulher do candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, Ana Cristina Siqueira Valle disputava com ele a guarda de um filho dos dois, hoje com 20 anos, e pedia pensão alimentícia. Segundo a revista, Ana Cristina alegava que Bolsonaro se recusava a fazer a partilha justa dos bens.

O processo é de abril de 2008, da 1ª Vara de Família do Tribunal de Justiça do Rio.

A revista afirma que, na ação, Ana Cristina anexou uma lista de bens e a declaração do Imposto de Renda de Bolsonaro relativa àquele período.

A lista discrimina 17 bens arrolados – incluindo três casas, três salas, um apartamento, três lotes, cinco veículos e uma moto-aquática. Os bens somavam R$ 4 milhões que, segundo a revista, equivalem em valores atualizados a R$ 7,8 milhões.

A revista compara a declaração de imposto de renda que consta do processo com a relação de bens apresentada, em 2006, à Justiça Eleitoral por Bolsonaro, em que o deputado declarou R$ 433.934. O valor é, portanto, inferior ao que consta no Imposto de Renda dele.

O advogado Daniane Furtado, especialista em direito eleitoral, disse à revista que a omissão de bens na declaração à Justiça Eleitoral pode ser enquadrada nos crimes de falsidade ideológica e sonegação. Há, porém, entendimentos diversos. O jurista André Tavares, ex-diretor da Escola Judiciária Eleitoral do TSE, ouvido pela TV Globo, diz que a Justiça tem entendido que não constitui falsidade ideológica omitir bens na declaração à Justiça Eleitoral.

(…)

A reportagem revela que no processo Ana Cristina diz que Bolsonaro tinha uma próspera condição financeira. E que a renda mensal do deputado chegava a R$ 100 mil reais – R$ 183 mil em valores atualizados.

Naquela época, Bolsonaro recebia R$ 26,7 mil como deputado e R$ 8,6 mil como militar da reserva. No processo, Ana Cristina diz que, para totalizar os R$ 100 mil reais, Bolsonaro recebia outros proventos. Mas ela não identifica a origem desses recursos.

(…)

A revista reproduz ainda um boletim de ocorrência policial de 26 de outubro de 2007 em que Ana Cristina denuncia o furto de R$ 600 mil em joias, US$ 30 mil e R$ 200 mil em dinheiro vivo guardados num cofre alugado por ela numa agência do Banco do Brasil, no Centro do Rio. A reportagem afirma que esses valores são incompatíveis com os rendimentos do casal.

(…)

Anônimo disse...

Polibio, aplica a desratização no blog, os amantes de ladrões voltaram a urrar....

Anônimo disse...

A tolerância que vocês deram para a Dilma, não é, brizolista?

Anônimo disse...

Moro, que não fala de Flávio, dirá em Davos que corrupção prejudica negócios e tira serviços essenciais:

Publicado em 20 janeiro, 2019 4:14 pm
De Valdo Cruz no G1.

Integrante da comitiva brasileira no Fórum Econômico Mundial, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, dirá no evento que a corrupção “prejudica negócios legítimos, aumenta os gastos públicos sem proveito coletivo e diminui recursos para serviços essenciais como educação e saúde”.

Moro será apresentado pelo presidente Jair Bolsonaro como o ministro responsável por desenvolver um plano nacional de combate à corrupção.

No discurso, na sessão inaugural do encontro, o presidente vai destacar que o Brasil entrou numa nova era de intolerância com a corrupção, o que irá garantir condições iguais para as empresas que desejam investir no Brasil.

O ministro da Justiça vai seguir na mesma linha do chefe e transmitirá também a mensagem de que o “combate firme à corrupção e à impunidade” é um compromisso do governo brasileiro, em sintonia com os compromissos assumidos nos foros internacionais.

Sergio Moro também vai dizer que a corrupção acaba “fraudando concorrência” e “vicia os gestores públicos”. Para o ministro, o combate à corrupção no país trará segurança jurídica aos investidores, criando uma “economia saudável e competitiva”, focada na eficiência econômica.

(…)

Anônimo disse...

Lula e Battisti estão presos babacas! O povo conhece bem quem tenta atingir Bolsonaro, sabe que não valhem nada e fazem barulho como galinhas estressadas. A esquerda acabou e a mídia esquerdopata em breve perderá todos os patrocínios da corrupta era Lula-Dilma.

Renato Penna disse...

Campanha de corporações,funcionários públicos,os cambau,o Flavio Bolsonaro está tocando fogo no circo,com suas falcatruas,em um país sério este político profissional,não tomaria posse,até esclarecer este balaio de mutretas,inclusive o presidente declarou que havia emprestado 24.000 reais,mas como se o motorista movimentou 7.000,000 milhões de reais? Que pelo montante muita concessionária de automóveis jamais faturaria,e o cheque para a 1a dama?

Anônimo disse...

Por falar em filho de Bolsonaro, onde estão os filhos de Lula, no Uruguai onde fica fácil de se esconder com aquele governo de protetores de drogados?

Anônimo disse...

Correto, ate a coletiva de imprensa em Davos foi cancelada.

Anônimo disse...

Moro não é mais juiz E LULA ESTÁ PRESO, BABACA!!!!

Anônimo disse...

Melhor o Guedes correr. A hora que a economia girar , todos calarão a boca. Ou não calarão...podem até vociferar mais, pq o povo empregado e de barriga cheia...nao vai ligar. Cães ladram e a caravana segue.

Anônimo disse...

Renato Penna, das 18:56h mostra as provas das falcatruas que dizes, tudo feito em bancos, com depósitos normais, sem malas nem Roses, por enquanto mostras ser uma Maria vai com as outras e com a Globo e fazendo acusações pelas quais podes até ser responsabilizado por não ter provas. Passamos 14 anos com crimes incríveis contra o Brasil, ficamos pobres e endividados e tu como outros cegos quietinho, pois provavelmente tinha vantagens com isto. Lula e Battisti estão presos, os sindicatos estão fechando, o filho do Lula já vive no Uruguai para não ser preso e o culpado de tudo é o Bolsonaro. A esquerdopatia é mesmo uma doença sem cura.

Anônimo disse...

Bolsonaro foi eleito com 57 milhões de votos e sem recurso público. Isso está incomodando muita gente.

aparecido disse...

A globo e a banda podre do judiciario promovema Janotada II o retorno....querendo dar um golpe de estado e remover um presidente legitimo, como tentaram fazer com Michel Temer...Não Conseguiram...

Anônimo disse...

GENERAL COMEÇA A ENQUADRAR OS FILHOS DE BOLSONARO


Num tuíte publicado na noite deste domingo 20, o general Paulo Chagas, que disputou o governo do Distrito Federal, começou a vocalizar a crescente insatisfação dos militares com a conduta dos filhos do presidente Jair Bolsonaro; "O Brasil não é uma Monarquia e a Família Bolsonaro não é a Família Imperial. Os filhos do Presidente não são Príncipes Herdeiros. Temos que separar as coisas. Filhos são filhos, políticos são políticos. Não são herdeiros da "Cadeira Presidencial", nem membros do governo", disparou

20 DE JANEIRO DE 2019 ÀS 21:15 // INSCREVA-SE NA TV 247 Youtube

Anônimo disse...

Eu sempre acredito em tudo o que diz alguém que sempre apoiou a honestidade de Lula…….kkkkk

Anônimo disse...

PROCURADO, SERGIO MORO SE CALA SOBRE BOLSOGATE: SEM COMENTÁRIOS
Marcello Casal jr/Agência Brasil

O juiz que prendeu Lula por fatos indeterminados e agora se nega a comentar as provas sobre Flavio Bolsonaro foi procurado pelo jornal O Globo neste domingo e respondeu "sem comentários"; atual ministro da Justiça do governo Bolsonaro, Moro já não faz há dias comentários em público sobre o escândalo, o que vem sendo criticado por figuras públicas como Leo Jaime e Felipe Neto

20 DE JANEIRO DE 2019 ÀS 18:47 // INSCREVA-SE NA TV 247 Youtube

Anônimo disse...

Comitiva do PSL na China cobra apoio de Bolsonaro:

Brasil 20.01.19 20:23 - Brasil 247

Desde que Olavo de Carvalho chamou os integrantes da comitiva do PSL na China de “analfabetos funcionais” e “caipiras”, os parlamentares eleitos passaram a ser massacrados por fogo amigo.

Agora, a comitiva reclama da falta de apoio do governo Jair Bolsonaro.

Anônimo disse...

Quem manda ser uma família de va ga bun do?