Entrevista, dr. Paulo Niemeyer Filho, revista Poder - "Precisamos incluir em nosso check-up uma investigação cerebral."

Chegar à casa do neurocirurgião Paulo Niemeyer Filho, no alto da Gávea, no Rio de Janeiro, é uma emoção. Filho do lendário neurocirurgião Paulo Niemeyer, pioneiro da microneurocirurgia no Brasil, e sobrinho do arquiteto Oscar Niemeyer, Paulo escolheu a medicina ainda adolescente. 

(...)

PODER: Existe alguma coisa que se possa fazer para o cérebro funcionar melhor?
PN: Você tem de tratar do espírito. Precisa estar feliz, de bem com a vida,fazer exercício. Se está deprimido, com a autoestima baixa, a primeira coisa que acontece é a memória ir embora; 90% das queixas de falta de memória são por depressão, desencanto, desestímulo. Para o cérebro funcionar melhor, você tem de ter motivação. Acordar de manhã e ter desejo de fazer alguma coisa, ter prazer no que está fazendo e ter a autoestima no ponto.

(...)

PODER: O que se pode fazer para se prevenir de doenças neurológicas?
 PN: Todo adulto deve incluir no check-up uma investigação cerebral.

CLIQUE AQUI para ler tudo. A entrevista é bem longa.

4 comentários:

Anônimo disse...

Todo adulto deve incluir no check-up uma investigação cerebral

aquelas dicas fora da realidade do país...

isso só vale pra os ricaços, os politicos, que correm pro Sirio Libanes e fazem todo o check up em uma única tarde...

pobre mal consegue fazer exame de sangue, meu amigo, que dirá fazer check up, e que dirá fazer do cérebro ainda por cima que, se não me engano, é feito através da caríssima ressonância magnética...

o cabra entra num gabinete do SUS e pede um check up do cérebro para o medico e ele provavelmente vai achar que é alguma pegadinha...

parece dica do Mais Voce, aquele programa Bobal que acha que o país é o Leblon das novelas do Manoel Carlos...

Anônimo disse...

Isto até parece constatação sobre o espírito dos petralhas! Niemayer diz que cada um tem que levantar cedo com prazer pelo que vai fazer! Os petralhas levantam tão cedo, mais tão cedo
que nem dormem pelo prazer de ter o máximo número de horas possíveis do dia para roubar, roubar e roubar mais. Não sei se o Niemayer já estudou pacientes petralhas convictos, agora que são uns obstinados ladrões sem culpa, ah, são! E para completar, são ladrões tão profissionais, tão modestos que nem comentam sobre suas proezas, sempre passam procuração para a policia federal relatar por eles. Por modestos, dizem sempre que a policia federal está exagerando, que são bons na arte da vigarície mais nem tanto.

Cris disse...

Neurocirurgia é uma carreira linda...
Em uma mesa de cirurgia , depois deles... só Deus...
Dedicação absurda... stress no limite...mãos que não podem tremer...
Fazem arquitetos parecerem "tão frívolos" ...
Achei a declaração dele sobre Deus ... poesia pura...

Anônimo disse...

Você fez um comentário nu e cru da falida saúde pública brasileira, quase igual à realidade vivida na Venezuela bolivariana. O neurocirurgião Paulo Niemeyer fala bonito, mas para um país (e sobre um país) ideal, distante anos-luz da realidade vivida aqui, em qualquer região, de qualquer cidade, do norte ao sul.