Índice Nacional de Expectativa do Consumidor volta a subir

O Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (INEC), divulgado ontem pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), avançou para 101,6 pontos em julho, resultado 5,7% inferior à média histórica, de 107,8 pontos. O INEC voltou a patamar parecido com o que existia antes da greve dos caminhoneiros.

O  resultado equivale a um avanço de 2,6%, ajustado, ante junho, revertendo parte da queda de 2,9% observada na leitura anterior. Em relação ao mesmo período do ano passado, o indicador apontou crescimento de 2,1%. 

O resultado mensal está associado ao maior otimismo, por parte dos entrevistados, em relação ao emprego, renda pessoal, endividamento, situação financeira e compras de bens de maior valor, ainda que, por outro lado, as expectativas em relação à inflação pioraram na comparação interanual.

Nenhum comentário: