Pedro Parente flerta com o perigo e manda Petrobrás aumentar (0,74%) o preço da gasolina

O presidente da Petrobrás nem esperou o final da paralisação dos caminhoneiros e, portanto, o restabelecimento do abastecimento de combustíveis, para anunciar um novo aumento da gasolina.

Pedro Parente flerta com o perigo e ingressa na linha de tiro.


A partir de amanhã, o preço nas refinarias subirá 0,74% e passará a ser de R$ 1,9671 por litro; em maio, o preço do combustível nas refinarias da Petrobras acumula alta de 9,42%.

A cabeça de Pedro Parente é pedida por quase toda a base do governo e por toda a oposição.

O presidente da Petrobrás poderá ser escolhido como bode expiatório de toda a crise atual.