Polícia Federal prendeu dois sobrinhos do deputado Jovir Arantes, PTB

Na decisão de Edson Fachin, o MPF arrola no núcleo político o presidente do PTB, Roberto Jefferson; os deputados Paulinho da Força (Solidariedade), Ademir Camilo (licenciado), Jovair Arantes e Wilson Filho (PTB); além dos senadores Dalírio Beber (PSDB) e Cidinho Santos (PR), Norberto Martins, secretário nacional do PTB, e Marcelo Cavalcanti, chefe de gabinete de Paulinho.

O ministro Edson Fachin autorizou a prisão preventiva de Leonardo Arantes, secretário-executivo do Ministério do Trabalho, e Rogério Papalardo Arantes, diretor de Orçamento e Estrutura Fundiária do Incra.

Fachin aceitou os argumentos do MPF, que atribuíram a Jovir Arantes a montagem de organização criminosa com a família, tudo para saquear o ministério do Trabalho