Débora de Souza Morsch, Zero Hora - Liquidando patrimônio público para (re)eleição

- Débora de Souza Morsch é sócia e diretora da Zenith Asset Management.

Um dia útil após a desistência da oferta que venderia as ações excedentes ao controle do Banrisul, foi comunicado que seria feito um leilão em bolsa para a venda das preferenciais do banco. A oferta que foi cancelada seria feita seguindo normas da CVM e com apresentações prévias para investidores estrangeiros com o objetivo de elevar o preço obtido. Já a venda que foi concretizada ocorreu cerca de 24h após o anúncio para o mercado, sem qualquer explicação, apenas com uma definição de preço mínimo de R$ 18 para cada uma das 26 milhões de ações colocadas à venda. Coincidentemente, apenas um comprador levou 70% das ações ofertadas. Parece que alguém fez um bom negócio.

A venda foi concretizada a R$ 18,65 por ação, arrecadando um total de R$ 485 milhões. Poucos dias depois, a ação já atingia R$ 20,52. Ou seja, em poucos dias, o governo deixou na mesa R$ 48 milhões. Que avaliação foi feita para determinar que R$ 18 seria um bom preço de venda?

CLIQUE AQUI para ler todo o artigo.

23 comentários:

Anônimo disse...

Se 'liquidar patrimônio público' tiver realmente intenções eleitoreiras, o que não creio nem um pouco, já tem meu voto. Chega desse Estado paquidérmico!

Anônimo disse...

Sartori direto da Europa manda um abraço ao povo gaúcho! Meu negócio é o Rio Grande! Me faz lembrar um antigo governador que vendeu o que podia e fugiu com seu namorado para Europa

Anônimo disse...

Como se o mercado de ações tivesse preço fixo.
Ora, foi a 20 assim como poderia ter caído para 15.

Anônimo disse...

Miserável que tanta fome tu estás!!! Kkkkkkkkk

Anônimo disse...

Não sabia que o mercado de ações ficou tabelado, que o valor das ações não possa oscilar para mais ou para menos.

Anônimo disse...

Anonimo das 14:32 , mais um apoiando a corrupção. Só não está gritando Lula, esta gritando MDB.

Não consegue enxergar que o dinheiro da educação, segurança e saúde está sendo transferido para a iniciativa privada (amigos dos atuais donos do poder) por meio de venda simulada a preço de banana?
Esse governo é tão podre como qualquer outro neste país. A reeleição seria o maior erro possível agora.

Me pergunto quantos anos levarão para descobrir a tramoia do atraso dos salários no estado e prefeituras como a de Porto Alegre. Estes corruptos estão girando com o dinheiro dos servidores e da população e ninguém investiga.

Anônimo disse...

estou louco para ver a opinião do editor. 48 milhoes de diferença, não é pouco heim.

Anônimo disse...

A velha e obsoleta conversinha patrimonialista...
"Patrimômônio público" de quem cara-pálida???
Empresas estatais só são "públicas" a hora do povo pagar os prejuízos.
No mais, empresas estatais são patrimônio dos burocratas, políticos e funcionários, que jogam os rombos dos privilégios corporativos, supersaláros, populismo, incompetência e corrupção no bolso dos contribuintes.

ganhatudo disse...

A avaliação foi a da bolsa de valores. Se ela não sabe, eu informo que as ações são negociadas na bolsa de valores e vale o preço de mercado.
Será que ela era capaz de adivinhar que as ações subiriam de preço; ou se baixariam? Se sabia que ia subir devia ter comprado. A questão é que ninguém sabe e nem saberá se as ações continuarão subindo ou se vão cair de preço. Certamente foi um bom negócio, pois o Banco já teve que dar espaço para dirigentes indicados pelos adquirentes e isso é certeza de que continuará trabalhando para ter mais lucro. Mais lucro é bom para o Estado, pois o governo continua com a maior parte das ações. Os dividendos continuarão ingressando nos cofres do Tesouro do Estado.

Anônimo disse...

O que enxergo hoje é que quanto maior o patrimônio e recursos nas mãos de políticos e burocratas, maiores as oportunidades para corrupção. Quem defende corrupção é você ao permitir esse estado inchado! Abaixo Lula e o MDB! Viva o NOVO!

Anônimo disse...

Falou o especialista em Gta V

Anônimo disse...

Aham. Sabe de nada, inocente!

Anônimo disse...

Venda de ações sem divulgação, sem exposição a investidores? 70% para um único comprador. Algum amigo se deu bem.

Anônimo disse...

Todos que falam mal das estatais deveriam saber que se não fossem os dividendos delas o estado estaria atrasando 3 meses de salário, sartori sabe disso e os chineses pra quem ele já vendeu as estatais também! Meu negócio é o Rio Grande!

Anônimo disse...

VENDE OU ATÉ ENTREGA TUDO SARTORI E TA REELEITO. CHEGA DE SUSTENTA PETRALHA COM MOSSO DINHEIRO. MESMO PORQUE ELLES GASTAM TUDO EM MIAMI...

Anônimo disse...

Deve ser do quadrilhao ou de algum presidente entreguista.

Anônimo disse...

Muito bom, Sartorão véio.
Se a RBS é contra, é bom negócio para os gaúchos.
ZH Lotes !
Não vamos esquecer !

Anônimo disse...

E aquele candidato a governador que quer vender o banco e já foi presidente por lá, não faz parte do conselho da Zenith?

Anônimo disse...

Tá braba porquê apostou errado o dinheiro de seus clientes e agora tem que dar explicações

Anônimo disse...

Sou investidor da Bolsa de Valores e nunca tinha visto algo igual. O Estado do RS fez um péssimo negócio. É lógico que não há tabela na Bolsa, mas o Estado fez um leilão, a preço de banana, para as ações do Banrisul. Quem venderia, em sã consciência, ações de um banco com mais de 30% de desconto? O Estado vendeu ações, com direito a voto, abaixo, inclusive, do valor cotado em Bolsa, das ações sem direito a voto. Dizem que nem louco rasga dinheiro, mas esse governo conseguiu essa proeza, parecia até que estava sobrando dinheiro. Nunca vi tamanha incompetência na Bolsa de Valores. Quando não há nem dinheiro para pagar os servidores ou para colocar gasolina nos carros da Brigada, rasgar esse dinheiro e passar uma vergonha em âmbito nacional, é digno de pena.

Anônimo disse...


Vende o resto todo Sartório !!!


Esse banco só gerou petistas e mais petistas e o resultado está aí !!

Torra torra

Anônimo disse...

Ue, se o negócio era tão bom, por que a autora não colocou uma oferta substancial no Home Broker? Podia ter subido a 20, mas podia ter caído a 15. Renda variável agora não é mais variável. "Ah, mas vale x" - não é questão de valer, mas se quer ser sócio do Estado. A autora acha que ser sócio do estado é como ser sócio de Warren Buffet? não tem risco nenhum? Quanta ingnorância numa pessoa que dirige uma asset!

Anônimo disse...



Baita chutadora!!

Como todos os comentaristas econômicos da RBS!!!