Lewandowski diz na UniRitter que impeachment de Dilma não foi golpe

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, nomeado por Lula e sempre apontado como o mais lulopetista dos ministros da Corte, afirmou nesta sexta-feira, em Porto Alegre, que o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff foi 'traumático e doloroso', mas realizado dentro da legalidade constitucional.

Isto significa que a cassação não foi golpe e que Dilma mereceu ser cassada dentro da lei.

Lewandowski foi quem presidiu as sessões do Senado que cassaram Dilma por crime de improbidade administrativa.

 A manifestação do ministro ocorreu durante aula magna do curso de Direito da Uniritter, no auditório do campus do bairro Terezópolis. 

14 comentários:

Anônimo disse...

E não explicou o por quê fatiou o artigo da CF para beneficiar a Dilma.

Anônimo disse...

Golpe presidido pelo petista e presidente do STF? Brincadeira dos esquerdistas, né? Kkkkk

Anônimo disse...

O impeachment não foi golpe, mas a ação de Lewandowski não seguindo a constituição foi um atentado à democracia.

Mordaz disse...

Também não foi traumático e doloroso. Foi salvador. Golpe foi a não cassação da chapa Dilma Temer.

Anônimo disse...

górpi mesmo foi aquele fatiamento vergonhoso, onde a Constituição é clara: o impichado perde os direitos politicos...

Anônimo disse...

Com certeza! Golpe mesmo foi manter os direitos políticos da Dilmandioca. Delator da Belo Monte já entregou a ex mandatária. Espero que seja presa breve.

Anônimo disse...

Até que o Temer tem feito um bom governo e está tirando o Brasil do abismo que Lula e Dilma nos enfiou.

Anônimo disse...

Golpe mesmo a Dilma seu na Petrobrás e na Belo Monte, espero quebresoinda por estes crimes.

Anônimo disse...

Ele só não falou do golpe que ele e o Calheiros deram na lei que previa a cassação dos direitos políticos da Dilma.

Anônimo disse...

Avisa aquela tchurma de abobados, incluindo a profi cláudia wassermann do ifch da ufrgs, para não pagarem mico com o cursinho do golpe de 2016.

Ultra 8 disse...

O judeuzinho,disse isto pois a judiazinha,Dilma,assim não iria para a cadeia.

Agora ela anda feliz,torrando o dinheiro do povo otário.

Esta vagabunda é criminosa,e só aqui no Brasil,criminosos são eleitos por este povo boçal

GILALMEIDA disse...


ORA BOLAS! Parece claro que o fatiamento da sentença que alijou Dilma feriu a Constituição - portanto o ato desse juiz foi INCONSTITUCIONAL. Atos inconstitucionais TEM DE SER ANULADOS pelo próprio STF. Se não o fazem, em conjunto e isoladamente os senhores Ministros do STF estão PREVARICANDO.

Se estou errado, agradeço que me corrijam.

Anônimo disse...

Ham? Em que Brasil tu vives?

Anônimo disse...

"Terezópolis"?