Estes são os próximos passos para a assinatura do acordo de adesão ao RRF dos Estados

Hoje, durante o dia, técnicos da secretaria da Fazenda e da PGE manterão reuniões com técnicos da STN e do MF para tentar acertar os pontos ainda pendentes da proposta gaúcha de adesão ao RRF dos Estados, pelo qual o governo estadual renegociará a dívida com a União, obtendo carência de 3+3 anos para pagar as prestações mensais de R$ 350 milhões. São R$ 4,2 milhões por ano que ficarão retidos no Tesouro do Estado.

O vice-governador José Cairolli, que ontem participou com Sartori da reunião com Michel Temer, liderará as conversações, que sairão também amanhã.

Caso não haja acordo sobre pontos que ontem foram colocados na reunião do Alvorada (gastos com pessoal e entrega de ativos por contrapartida) na semana que vem será acionada a Câmara de Conciliação, Advocacia Geral da União, quando se imagina que o caso será encerrado. Caso isto aconteça, o passo seguinte será a assinatura do pré-acordo, o que legalmente funcionará com efeitos de acordo definitivo.

2 comentários:

Anônimo disse...

Grande caloteiro Sartori

Vai endividar mais ainda o RS
Já não paga a dívida hoje....o quê vai mudar? A dívida continua aumentando juro sobre juro....os próximos governos vão ter que pagar isso...corrigido ainda.



Maldito plano que só vai inviabilizar mais ainda o RS. Por que sartori não toma coragem e faz igual MG que questionou a dívida na justiça e ganhou a causa?????

Anônimo disse...

Neste episódio,temos que reconhecer também o vice-governador,que na modéstia não tem aparecido muito na mídia,mas que tem contribuido em muito para chegarmos ao desejado.