Artigo, Samuel Pessôa - Cadastro positivo

Mudanças que reduzam o custo de concessão de crédito levam a queda dos spreads.

Tramita no Congresso o projeto de lei do Senado de número 212, de 2017, que avança no cadastro positivo.

O cadastro positivo é um serviço prestado por empresas especializadas que avaliam o risco de crédito de pessoas e empresas de acordo com seu histórico de crédito.

Já há no Brasil cadastros negativos, isto é, cadastros que informam às instituições financeiras se a pessoa está inadimplente em algum crédito ou outros compromissos financeiros (água, luz, escola etc.).

No entanto não há um cadastro abrangente que mantenha um resultado de um histórico mais longo de crédito. Por exemplo, um financiamento de veículos já quitado ou uma conta de luz paga.

CLIQUE AQUI para ler mais.

3 comentários:

Anônimo disse...

que piada, enquanto que em países desenvolvidos, parte-se da premissa que tu és uma pessoa idônea, aqui no país banana, temos que ter dois cadastros...

Cadastro do PICARETA e do BOM BANANA, ops, BOM Brasileiro.

Parece que estamos retrocedendo no conceito. É necessário provar que você não faz parte da população acostumada a dar o calote.

Bar ba ri da de.
Segue o baile...

Marco Belotto disse...

Isso é tudo que os banqueiros não querem que aconteça no Brasil, pois assim, com o cadastro positivo, eles teriam de baixar as taxas de juros a níveis civilizados, como é no primeiro mundo. Atualmente na percepção dos banqueiros, todos são ou serão caloteiros, e por isso devem se prevenir dos riscos cobrando taxas pornograficas.

Anônimo disse...


Simples quebrar um banco que cobre taxas pornograficas :

Não peça nenhum centavo emprestado.

Pronto !