TRF-1 autoriza volta da propaganda sobre reforma da previdência

O desembargador federal Hilton Queiroz, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, autorizou que o governo federal retome a veiculação de campanha sobre a reforma da Previdência Social em televisão, rádio, jornais, revistas, internet e outdoors.


A veiculação da campanha foi suspensa na quinta-feira, por decisão da juíza Rosimayre Gonçalves de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, que atendeu a ação da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip).

4 comentários:

Anônimo disse...

Brasil, um país formado por idiotas. A propaganda é paga pelo contribuinte que está sendo 'traido e levado a miséria,', enquanto um bando de parasitas politicos ex políticos usufruem do dinheiro público é navegam em mar tranquilo. Nem dá para achar divertido de tão perverso.

Anônimo disse...

Brasil, um país formado por idiotas. A propaganda é paga pelo contribuinte que está sendo 'traido e levado a miséria', enquanto um bando de parasitas politicos ex políticos usufruem do dinheiro público e navegam em mar tranquilo. Nem dá para achar divertido de tão perverso.

Anônimo disse...

Ainda bem que revogaram a proibição da veiculação da propaganda , se é que pode ser considerada propaganda, pois para mim é esclarecimento sobre o problema, e uma juizeca, geralmente são elas que querem aparecer,proibiu mas foi colocada no seu devido lugar.
Cada vez que uma juíza determinar algo polêmico favor informar o numero dos seus sapatos e da sua cintura, bem como uma foto.

Anônimo disse...

A reforma da previdência é uma necessidade pra ontem. O Brasil não suportará mais vinte anos da forma que está. Tem 1ue despolitizar o debate.