Marisa Letícia tinha muito dinheiro no colchão. Com ele, pagou aluguel do segundo apartamento de Lula.

Agora já se sabe que além de milionária, Marisa Letícia também gostava de guardar muito dinheiro no colchão.

O pagamento do aluguel do apartamento vizinho ao do ex-presidente Lula, em São Bernardo do Campo (SP), foi feito em dinheiro entre 2011 e 2015, segundo a defesa de Lula.

Os defensores de Lula dizem acreditar, com base na quebra de sigilo bancário do proprietário do imóvel —que apontou R$ 1,3 milhão em depósitos em dinheiro entre 2011 e 2015— que parte dessa quantia refere-se aos cerca de R$ 189 mil que eles acreditam ter sido pagos pela ex-primeira-dama Marisa Letícia pela locação no período.

A defesa diz que Marisa Letícia pagava tudo em dinheiro vivo.

A Lava Jato processa Lula, certa de que o petista é dono do imóvel e usou laranja para comprá-lo, forjando alugá-lo. 

37 comentários:

Anônimo disse...

Além de condenado pelo crime, deveria ter a pena agravada por tentar enganar a justiça.

Unknown disse...

Porco Cahuvinista... Lulla não foi parido... foi defecado, como Macunaíma!!!

Anônimo disse...

Coxinhas de merda, façamos as contas: 23 palestras x 250 mil reais que era a remuneração por cada uma , dada a condição de presidente (valor razoável de qualquer palestra de ex presidente)= 5.750.000,00 + 50000 (salário de ex presidente) x 6 anos (72 meses) = 3.600,00...mais aposentadoria, auxílios, etc....vocês entendem? ou são fdps mesmo???

Anônimo disse...

É TÃO FÁCIL SABER A VERDADE SOBRE A ORIGEM, SE HOUVER, DA FORTUNA DE MARISA LETÍCIA.É SÓ A RECEITA FEDERAL QUERER. COMO PARECE NÃO QUERER,NADA SERÁ APURADO.

jorge.alves ribeiro disse...

Guardava dinheiro no colchão. É pra rir mesmo.

Anônimo disse...

Quero provas materias .Con elas acaba o lula .Dr Polibio fale con teus amigos para conseguí las

Coxinha disse...

Palestras?? Foi a forma encontrada para pagar de forma disfarçada PROPINA GORDA. LULA E OS PETRALHAS SÃO OS MAIORES LADRÕES DO MUNDO

Anônimo disse...

Começou ofendendo, é petralha! Palestras? Qual palestra? Qual os assuntos que alguém poderia ampliar conhecimento com falas do lula ladrão? Entendeu? Ou vc é sua laia é dados mesmo? Marco Antônio

Anônimo disse...

Nos, coxinhas, sabemos que o dinheiro que pagava as palestras provinha da corrupção. Também sabemos que os mortadelas dependem dos lidetes corruptos para conseguirem seus lanches, empregos e mordomias. Temos certeza que os devotos de Lula preferem colocar na presidência um corrupto para garantir suas conquistas imorais, via corrupção. Vocês não tem coragem de prender seu líder, assim como os coxinhas querem ver Aécio, Serra e FHC dividindo a cela da Papuda com Lula? Vocês, petralhas comunistas conseguiram eleger os três piores presidentes da nossa história (Lula, Dilma e Temer) e, como se não bastasse, querem nos fazer engolir o Foro de São Paulo, cujo único objetivo era destruir a América LatRina, implantar o comunismo. Lula triplicou a folha de pagamento Federal e inflou o quadro de servidores, quadruplicou a dívida interna, acabou com a política externa do país ao se aliar com a escória do planeta. Fala em democracia mas apoia todas as ditaduras do planeta. Pouco fez no Brasil, mas concluiu muitas obras no exterior. Vai estudar seu verme, não fica perdendo tempo em escrever essas idiotices. Vai aprender a analisar a Contabilidade Nacional, assinada pelo teus líderes, antes de falar bobagens. Vai encher o saco dos teus comparsas. Quer mais 500 safadezas do PT ou chega?

Anônimo disse...

A lei e a fiscalização foram feitas para os fracos, pessoas de bem. Bandidos não se preocupam com as regras, a fiscalização prefere atacar os cagões como eu e você que nos borramos de medo da ilegalidade. Nunca reparou que os bandidos precisam ser denunciados publicamente para a justiça e a fiscalização agir? Mandam bilhões ao exterior e as autoridades fazem de conta que nada viram, não é com eles. Nós, os cagões, perdemos o crédito, casa , carro, tudo em poucos meses, basta atrasar alguns trocados. Felizmente, nosso país foi abençoado com uma safra de jovens do PF/MPF/Justiça Federal que tiveram a coragem de desafiar esses ladrões. Se dependesse do Congresso e do Governo, seríamos roubados por mais alguns séculos.

Anônimo disse...

Imaginem então o que Rose deve ter no colchão português!

Anônimo disse...

Quer dizer que as "palestras de Lulla eram pagas em dinheiro vivo??????
Esses petistas imundos e mamadores de tetas não se dão conta da m.... que Lulla permitia a sua volta.

Anônimo disse...

De onde ela tirou tanto dinheiro vivo?
Qualquer dia vão alegar que a falecida tinha alguma profissão em que só recebia dinheiro vivo.

Anônimo disse...

Você é muito imbecil. Fica tentando arrumar justificativa para o injustificável... Cadê um único vídeo que mostre tais palestras? Essa história de palestras foi meticulosamente preparada para ser o mecanismo de defesa de um corrupto.

Anônimo disse...

Todo petista é um Camarão : Vermelho, cego, anda para trás e tem merda na cabeça .!!!

Anônimo disse...

É contra Lei pagar aluguel com dinheiro vivo?

Anônimo disse...

STF PODE INVESTIGAR CUNHA LIMA POR DINHEIRO VOADOR

Ministério Público Federal recebe pedido para que a Operação Concord, que envolve o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), seja tratada com celeridade; Cunha Lima, que tem sido um dos principais porta-vozes do golpe contra a presidente Dilma Rousseff, teve seus sigilos quebrados por decisão da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal; em 3 de dezembro de 2012, Weber cobrou providências do juiz Sergio Moro, que era instrutor do caso; "Atribuo ao Juiz Federal Sergio Fernando Moro, magistrado instrutor, os poderes previstos no referido dispositivo, para doravante praticar os atos ali previstos e ordinatórios quanto ao trâmite deste inquérito", disse ela; agora, uma nova ação pede que o MP dê celeridade ao caso e impeça a prescrição; à época, operação da Polícia Federal se tornou folclórica porque um operador da política local, chamado Olavo Lira, jogou R$ 400 mil do alto do Edifício Concord para evitar o flagrante dos policiais
14 DE JULHO DE 2015 ÀS 11:54 // TV 247 NO YOUTUBE Youtube

Anônimo disse...

Petralha larápio das 14:59,fdp só se a tua mãe tem tu e mais uma multidão de crias de filhos das macegas.

Anônimo disse...

Palestra? Será que todo petista é burro ou desonesto? Esse tipo de palestra aqui no Brasil se chama loby, ainda mais quando vem complementada com dinheiro público do BNDES

Anônimo disse...

Quando a PF fez a condução coercitiva de Lula reviram a casa de lula, inclusive os colchoes da casa e não encontraram nada.

Anônimo disse...

“Verdades delirantes: a Lava Jato serve a uma minoria”, diz promotora de Justiça ao DCM:

Roberto De Martin - 21 out 2017 - DCM

No último dia 10 de outubro, a Comissão de Direitos Humanos do Senado realizou audiência pública para debater o sistema de justiça brasileiro.

Uma das convidadas, a promotora de justiça Lúcia Helena Barbosa de Oliveira, do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), criticou de forma contundente a Lava Jato e seus integrantes, apontando diversos abusos da operação.

A fala de Lúcia Helena viralizou (veja abaixo). “Se um juiz é fotografado conversando no ouvido do opositor político do seu réu ou se o juiz vai aos jornais, como o presidente do TRF-4 o fez, para fazer apreciação de valor da sentença que ele vai julgar dizendo que a sentença do Moro é irrepreensível, ele já é suspeito”, falou.

O DCM conversou com Lúcia Helena Barbosa de Oliveira.

DCM – Em recente audiência pública no Senado sobre o sistema de justiça brasileiro e a busca de uma imparcialidade nos julgamentos, você disse que as vendas que representam a Justiça cega não existem…

Lúcia Helena Barbosa de Oliveira – A Justiça enxerga muitíssimo bem quem são os amigos e quem são os inimigos. Blinda os amigos e persegue os inimigos.

Você também falou na audiência que estava perplexa com o tema, “imparcialidade do juiz”. Por quê?

Minha perplexidade foi em ter que falar de uma coisa que eu sei que não existe. Porque a gente sempre julga com as opções que faz na vida. Então, é impossível apreciar um fato sem considerar, por exemplo, que você é branco, homem, membro de uma oligarquia, ou que foi ligado ao PSDB, ou que você é muçulmano, cristão etc.

É impossível se desvencilhar disso tudo. A minha perplexidade é, então, falar de uma coisa que, como teórica do direito, não existe. Não existe uma neutralidade.

Como avalia o comportamento de alguns integrantes da Lava Jato?

Essa pergunta remete a temas diversos dentro do direito. Num primeiro ponto, vou me limitar a aspectos mais gerais: o acesso à Justiça e o julgamento por um juízo imparcial. Ambos são direitos constitucionais fundamentais do homem, do cidadão, abordados também em diversas convenções internacionais. O Brasil assinou uma delas e se submete à jurisdição da Corte Interamericana de Direitos Humanos.

Num outro ponto já é a própria consideração sobre esses dois direitos, considerados fundamentais, que interessa. Eu abordo isso a partir de três linhas: uma sociopolítica, uma jurídica e uma terceira psiquiátrico-psicanalítica, que influencia as outras duas.

Na primeira vertente, eu diria que – levando-se em conta a extrema desigualdade social, a disparidade entre o que ganha um juiz, ou um membro do MP, e o salário mínimo – esses direitos parecem mais formalidade. Esse suposto acesso à Justiça parece gerar classes mais desassistidas.

Os membros do Judiciário e do MP usam uma linguagem rebuscada, em que tudo parece distante, misterioso, kafkiano. A própria postura, em si, é de alguém que se impregnou de uma falsa meritocracia, de um falso conhecimento: “eu estou nesta posição porque sou melhor do que fulano, beltrano e, provavelmente, melhor do que a pessoa que está sob meu julgamento”. Isso começa a revelar problemas entre a pessoa que exerce poder e autoridade e a pessoa que vai buscar justiça e, no meu entender, sai carregando injustiça.(...)

Anônimo disse...

Moro “exige” de hospital registro de visita que não houve:

FERNANDO BRITO · 21/10/2017 - DCM

O aitatolá Sérgio Moro passou de todos os limites.

No início do mês, exigiu os registros de visitas do assustado Glauco da Costamarques, que afirmara em juízo ter sido procurado por Roberto Teixeira, advogado de Lula, quando se encontrava internado no Hospital Sírio e Libanês.

O hospitla respondeu que não havia registro de visita alguma.

No dia 11, insistiu, para saber se Teixeira estivera no hospital para visitar alguma outra pessoa.

A resposta, de novo, é que não havia registro algum de presença de Teixeira para visitar quem quer que fosse.

Mas acham que Moro se deu por convencido?

Mandou outra intimação para saber se Teixeira entrou no hospital como paciente, numa internação disfarçada…

De novo, claro, a resposta foi não.

Só falta agora exigir as imagens das câmaras do hospital para verificar se o advogado não entrou disfarçado de enfermeira!

Ou se não foi detectada alguma transmissão telepática entre eles.

Porque, afinal, se os fatos não confirmam a convicção, é óbvio que os fatos “estão mentindo”.

Com juiz imparcial é assim.

Anônimo disse...

PROMOTORA DIZ QUE LAVA JATO 'TEM PROBLEMAS MENTAIS E PRECISA DE TRATAMENTO'

Em entrevista ao Diário do Centro do Mundo a promotora do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) Lúcia Helena Barbosa de Oliveira criticou duramente o sistema de Justiça brasileiro; segundo ela, "a Justiça enxerga muitíssimo bem quem são os amigos e quem são os inimigos. Blinda os amigos e persegue os inimigos"; para ela, esta tendência aparece na Lava Jato que, em sua análise, "parece uma iniciativa autoritária, dentro de uma configuração antidemocrática e fascista"; para ela, a Lava Jato "apresenta problemas mentais e precisa de tratamento"
21 DE OUTUBRO DE 2017 ÀS 16:33 // TV 247 NO YOUTUBE Youtube

Anônimo disse...

Agora o dinheiro está morto!

Anônimo disse...

Ok. Vamos encerrar a Lava-Jato e prender os bandidos por sonegação e lavagem dinheiro. Esses crimes não há como negar. Foi assim com Al Capone. O que não dá para aceitar é que o rito processual permita que bandidos desse calibre permaneçam livres, gozando a vida e da nossa cara. O crime sonegação está na cara. Isso de deixa feliz?

Anônimo disse...

Nenhum dos investigados conseguiu provar a origem das fortunas escondidas. Isso já configura sonegação fiscal e lavagem de dinheiro. O difícil está sendo provar o ato que deu origem a toda essa grana. Pois bem, prendam todos por sonegação e lavagem. Achas que até esse fato notório seria perseguição e problema mental? Problema mental é manter solto esse bando de malfeitores, para ser dizer o mínimo. Quero ver um contribuinte esquecer de declarar R$ 500,00 do sei salário e ser perdoado pela receita Federal. Se o coitado não tiver uma explicação vai ser perseguido. Isso é problema mental!!!!

Anônimo disse...

Diálogo de 2 coxinhas:
- cara viu que Moro condenou o Lula?
- aham, dessa vez ele vai em cana, não quero nem saber se não conseguiram provar. É que nem o Dallagnol disse, a maior prova de culpa é não termos encontrado prova!
- é isso ai! Mas viu que o Leo Pinheiro mudou o depoimento só agora no final, os petralhas disseram que ele mudou pra conseguir destravar a delação premiada e ter seus benefícios.
- foda-se, nem quero saber. As outras mais de 70 testemunhas inocentaram Lula, mas o Moro não quis saber e vai botar ele na jaula! Isso que interessa!
- é isso ai, tinha que matar essa pelegada.
- nem dá bola pro que eles escrevem, devem ter ganhado um pão com mortadela pra escrever isso!
- bando de vagabundos, mas tenho medo de eles se safarem em Porto Alegre, se os juízes seguirem a lei a gente tá ferrado, pois o molusco ficando solto se elege fácil esse desgraçado!
- nem te preocupa, pois um dos juizes é amigão do Moro, e os outros dois se dá um jeito, tu acha que os grandes empresários vão querer o Lula solto? nem a pau, vai rolar uma grana pra eles e a justiça vai ser feita.
- é isso aí, vamos acabar com os corruPTos!

Anônimo disse...

Mote da esquerda escarlate bolivariana atrasada " Negue, negue e negue, acusa os outros daquilo que vc diz ou faz.Onque fizeram com os Fundos de Pensão? Alguém da esquerda escarlate bolivariana atrasada pode explicar?perguntar não ofende : Porque o pessoal da esquerda que apoia o regime do Maduro não se muda para a Venezuela, ficariam felizes no regime esvolhido, ou será que ele gostam de lascar todos os paises?

Mardição disse...

É óbvio que foi pago em dinheiro. Quem rouba tem que pagar em dinheiro vivo pra não ser pego.

Anônimo disse...

Diamantes. Mas não são dela, são dele. O esperto sempre teve alguém para fazer o trabalho sujo, enquanto posa de alma mais honesta do país.

Anônimo disse...

Vai você e ela ppqp!

Anônimo disse...

O juiz julga a causa, quem oferece a denúncia é o ministério público. Além disso, nenhum juiz aceitaria uma denúncia, dando início a uma ação penal, sem haver justa causa para o feito, pois juiz algum trabalha sem que possa ser, em algum momento, fiscalizado por outras instâncias.

As diligências requisitadas no curso do processo (que nao é inquérito) são elaboradas de acordo com o que outras peças dos autos indicam.

No entanto, militantes e políticos da esquerda tentam desqualificar a justiça federal para mexer com a opiniao pública e tentar salvação de um ser desprezível que pensam ser um deus.

Entenda que um processo criminal não é pátio de fábrica onde sindicalistas com alguma oratória insuflam, influenciam, e manipulam os demais funcionários. Jogar para a plateia com o objetivo de ganhar votos e poder não faz parte do processo. A vitimizacão e a apelação do réu não sensibiliza mais o povo, quiçá a justiça criminal.

Todos os outros súbitos do rei Lula são burros igual a você?

Anônimo disse...

Anônimo das 18:53h ,sabemos que o Sr. é amigo da promotora e ela é amiga de quem??? O que é fascismo? Qual o partido que destrói reputações e que certamente crucificaria Jesus Cristo quando este disse "Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus"?

Anônimo disse...

Se Marisa Letícia só pagava em dinheiro vivo é porque recebia em dinheiro vivo, e se não há demonstração da sua origem lícita (movimentação bancária, por exemplo). Isso é óbvio. Cabe a pergunta: de onde vinha, de onde provinha tal dinheiro vivo? Onde era guardado tal dinheiro vivo: em malas? Se a Polícia Federal não achou nada no apartamento quando levou o amigo de Rose Noronha, o dinheiro vivo era guardado em algum apartamento de "amigos"? Não sobrou nada de dinheiro vivo depois da sua morte? Hum, dinheiro vivo, malas, outro apartamento - será que fazia EAD com o Gedel?

Anônimo disse...

O cara coloca notinhas do Diario do Cu do Mundo como se fosse coisa séria, valhame Deus.

Anônimo disse...

Cadê a censura editor hipócrita??? só vale para o perondi FDP???

Anônimo disse...

Abusos da Lava Jato já são debatidos até na mídia amiga de Sergio Moro:

Joaquim de Carvalho - 21 out 2017 - DCM

David Teixeira de Azevedo, Eloisa Machado e Mônica Waldvogel
Circula pela rede social o vídeo com a entrevista de dois especialistas em direito sobre a operação Lava Jato, a professora de Direito da Fundação Getúlio Vargas, Eloisa Machado, e o professor de direito penal da USP, David Teixeira de Azevedo. Muito do que os entrevistados dizem nesta entrevista, o leitor do DCM já viu aqui, na série de reportagens sobre a operação. (...)

O roteiro estava dado, logo na abertura do programa, quando a experiente Mônica Waldvogel disse:

“A impunidade dos poderosos sempre foi um símbolo do atraso e da desigualdade no Brasil, daí o apoio popular à Lava Jato e a relevância deste momento, em que o combate à corrupção bate de frente com autoridades com foro privilegiado”.

Só que, desta vez, os entrevistados não se portaram como cordeiros a atender a linha editorial da Globo, e deixaram a apresentadora, em vários momentos, sem ter o que dizer. Foi visível o desconcerto. (...)

Mônica Waldvogel fez uma concessão: — A Lava Jato está provocando inovações além da conta?

— Está e não só a Lava Jato — respondeu Eloisa. Quando a gente pensa nas maiores críticas da Operação, que é o uso abusivo das prisões preventivas, o episódio das delações, a gente tem que levar em consideração que o Judiciário brasileiro, em geral, prende muito e prende mal, condena mal.

A conversa segue para o que a Lava Jato teria de bom. Mônica antecipa: — O balanço é formidável nesses três anos e meio.

Mônica pondera que as “inovações”da Lava Jato seriam necessárias para chegar aos poderosos.

O comum na imprensa é que, diante da senha da apresentadora, o entrevistado concorde. Quase sempre acontece isso. Mas não foi o que Azevedo fez: — Eu acho que os poderes do Estado sofreram uma degradação. O que se quis e o que se quer com a Lava Jato e o que se está fazendo é uma espécie de degradação, uma espécie de socialização da miséria. Assim como os menos favorecidos, os da base da pirâmide, tinham uma justiça injusta, tinham prisões ilegais, sofriam as misérias de um processo penal, a visão da Lava Jato é: devemos dar igual tratamento àqueles que estão no vértice da pirâmide, ou seja, devemos também suprimir-lhes a garantia, devemos também decretar-lhes a prisão, de modo a que, se estabelecendo uma ética pragmática, os fins justifiquem os meios. Ou seja, o combate à corrupção justificará prisões processuais ilegais.

David Teixeira de Azevedo observa que as prisões da Lava Jato têm objetivo de forçar a delação, o que é ilegal. Mônica defendeu Moro: — O Sergio Moro disse ao Gerson Camarotti, na entrevista aqui na Globonews, que a imensa maioria desses colaboradores estavam em liberdade.

Eloisa respondeu: — Eu não tenho dúvida de que houve abuso nas prisões preventivas.

David de Azevedo acrescentou: Muitas delações foram fechadas em razão de conversas — eu posso citar nomes — com o Ministério Público que ameaçava, com o envolvimento criminal, esposa, filhos, eventualmente sócios da empresa, mesmo sabendo que não havia envolvimento, isso ocorreu, e muito. Moro diz que as decisões dele foram confirmadas. Os acordos de delação, quando eram fechados, implicavam, ilegalmente, a desistência dos recursos. (…) Esta estatística que o Moro faz é uma estatística falsa. (…) Este é o cenário da Lava Jato.

Mônica recorreu a Eloisa: — Você tem conhecimento de informações assim tão assustadoras, a ponto de a gente se alarmar com a lisura do processo? — Nós tivemos episódios que foram gravíssimos. O vazamento dos áudios do Lula é um consenso.

Azevedo lembrou ainda que, quanto à legalidade das delações obtidas na Lava Jato, dois juristas portugueses, José Joaquim Gomes Canotilho e Nuno Brandão, deram um parecer para o governo português que consideram as colaborações de Paulo Roberto Costa e Alberto Youssef ostensivamente ilegais e inconstitucionais. (...)