Proibição de doação de sangue por parte de gays será discutida no III Congresso Internacional de Direito Homoafetivo, Porto Alegre

- Homens gays estão proibidos de realizar doação de sangue se poderiam aumentar o estoque dos bancos de sangue.
- Criminalização da homofobia e da agressão ao público LGBTI (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Intersexuais)?

Esses questionamentos e pautas estarão em destaque na III edição do Congresso Internacional e VII Congresso Nacional de Direito Homoafetivo, no Teatro Dante Barone, na Assembleia Legislativa do RS (Praça Marechal Deodoro, nº 101 - Porto Alegre/RS).

Será a primeira vez que Porto Alegre recebe este congresso, que acontece entre os dias 27 a 29 de setembro. Essa é uma realização que acontecerá por meio da Comissão de Diversidade Sexual e Gênero da OAB/RS (CEDSG). O evento é aberto ao público e também integra a Conferência Estadual da Advocacia da OAB/RS, que ocorre nos dias 28 e 29 de setembro no Plaza São Rafael, em Porto Alegre.

22 comentários:

Mordaz disse...

Pelo direito dos homoafetivos disseminarem seus vírus aos demais cidadãos. A saúde que se exploda.

Anônimo disse...

A que ponto chegou a audácia dessa gente. Gay é grupo de risco de doenças como a AIDS.

Anônimo disse...

Gay é o maior veículo de AIDS que existe pelo simples fato de fazerem protologicamente....

Anônimo disse...

Curioso, achava que quem entendia de doacao de sangue era hematologista...

elias disse...

A oab está dentro!

Anônimo disse...

TANTAS LETRAS E SIGLAS APENAS PARA DESIGNAR UMA ÚNICA COUSA: PEDERASTAS E PEDERASTIA.

Anônimo disse...

Se querem tanto doar sangue podem dizer-se heteros.

Anônimo disse...

Depois não gostam quando são criticados.

Anônimo disse...

Só poderia ser nesta cidade e estado com o maior número de idiotas latino-americanos por metro quadrado.

Anônimo disse...

É só fazer exame pra detectar alguma doença no sangue, imbecis das 11:23 e 11:26! fora que heteros não estão livres de vírus e doenças!

Anônimo disse...

É o "politicamente correto" levado às últimas consequências!
Homossexuais são discriminados por não poderem doar sangue, mesmo sendo do grupo de risco?
Querem ter o direito de disseminar aids livremente?

Anônimo disse...

Heterossexuais doam para heterossexuais (95% da população) e homossexuais doam para homossexuais (5% ) da população. Forçar a maioria se submeter a minorias não é democrático, vai contra a liberdade desta maioria, isto é fascismo..

Anônimo disse...

Em pouco tempo não haverá mais doadores, pois o número de gays não para de aumentar. Principalmente em Porto Alegre.

Anônimo disse...

Veado serve para dar, não preciso dizer o quê , é óbvio.
Não devem confundir dar com doar. Tomara que não precise de sangue de veado.

Anônimo disse...

😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂

Anônimo disse...

Existem restrições médicas para doar: tatuagem, doenças, etc. esta é uma decisão técnica e não social, não se discute com médico.

Façanha, o advogado do povo disse...

QUERO DE VOLTA MINHA ANUIDADE DA OABRS, NÃO TENHO OBRIGAÇÃO DE SUSTENTAR ESSA CORJA DAS ONGs LGBTI.

Anônimo disse...

A AIDS pode levar anos para d e manifestar. Doem para uso entre comunidade gay.

Carlo Germani disse...

Que os gays façam o que bem entenderem de sua vida sexual.
Agora,essa pretensão de se tornarem "classe especial social" é absurda e insana.

A maioria dos homossexuais tem cardiopatia coronariana oculta.
Principalmente devido ao sexo anal.

E ainda querem incluí-los na doação de sangue?


Anônimo disse...

Pra ti ver que é mais preconceito que motivos técnicos. A grande maioria dos atletas é cheio de tatuagens. O sangue deles é de pior qualidade do que o de um executivo sedentário???

Anônimo disse...

Já não basta doarem o rabo?
Se é uma coisa tão dignificante ser gay, qual o motivo de tanta revolta quando alguém é chamado de veado ou gay?
Logo teremos processos quando alguém fôr chamado de baita "machão".

Carlo Germani disse...

Sempre disse e continuarei dizendo: A OAB está repleta de esquerdistas-"progressistas"-comunistas.

Vejam quem patrocina o congresso: OAB.
Precisa dizer mais?