TCE poderá auditar planilha de cálculo que fixará novos preços das passagens em Porto Alegre

O Ministério Público de Contas pediu nesta sxta-feira que o TCE examine a planilha tarifária do transporte público de Porto Alegre. O Tribunal de Contas do Estado (TCE) irá inspecionar os itens elencados. O pedido é embasado em denúncia protocolada por vereadores do PSol e PT no MPC e ocorre em meio as discussões que envolvem o aumento da passagem de ônibus na Capital, que pode saltar de R$ 3,75 para até R$ 4,05.

Pelo menos sete pontos da planilha são questionados pelos comunistas, com apoio do MPC. 

Em meio as discussões, a Empresa Pública de Transporte e Circulação ainda não definiu o valor do reajuste a ser proposto para exame do Conselho Municipal de Transportes Urbanos. Na última quarta-feira, o Sindicato das Empresas de Ônibus da Capital protocolou na EPTC solicitação de revisão do cálculo do valor da atual passagem, de R$ 3,75. Conforme o documento, o valor sugerido elevaria a tarifa para R$ 4,2658. O índice de alta é de 13,75%.

3 comentários:

Anônimo disse...

Eles acabaram com a carris e o trensurb e agora querem acabar com as empresas de onibus

Anônimo disse...

E o que é o TCE? Um bando de esquerdinhas ou técnicos que nunca souberam o que é um regime concorrencial, com visão deturpada da lei da oferta e procura e que até hoje, custa mais caro do que compensa.

Anônimo disse...

caixa 2, PSDB,cabe ou não uma nota????