Coprel confirma R$ 90 milhões em duas PCHs no RS

A Coprel, Cooperativa de Geração de Energia e Desenvolvimento, RS, confirmou nesta sexta-feira que investirá mesmo R$ 90 milhões em duas novas PCHs (Pequenas Centrais Hidrelétricas) noRS, uma em Tio Hugo e outra em Santo Antonio do Jacuí.

Serão 13,3 MW a mais para o sistema gaúcho.

A Fepam já aprovou as Licenças Prévias.

3 comentários:

Anônimo disse...

Maior reserva de carvão mineral está no RS e é pouco explorada. Só uma caldeira pode gerar 360MW até mais (600MW). Se todo este carvão estivesse em São Paulo certamente estaria sendo utilizado para gerar energia.

Anônimo disse...

O sistema elétrico não pode ser dependente do regime de chuvas, energia eólica e solar não é firme, ou seja, depende de fatores naturais que não podemos controlar. Resta energia térmica carvão ou nuclear. E nós no RS temos carvão facilmente explorável (próximo a superfície). Uma riqueza abaixo de nossos pés que praticamente não utilizamos por pura ignorância e preconceito. Recomendo que os leitores e o editor pesquisem e vejam quanto megawatts de energia a carvão é gerada nos EUA e na China e comparem com o Brasil.

Marcello Morientes disse...

Caro Anonimo, pesquise um pouco sobre a poluição que esse tipo de usina gera na China. Já existem equipamentos que minimizem esses impacto, mas vc sabe como são feitas as obras no Brasil.... Cobrariam pela instalação de equipamentos de ponta e colocariam equipamentos ultrapassados.