Se você for candidato, veja como formatar as doações individuais para sua campanha

Trabalhar com contabilidade no contexto eleitoral ficou bem mais complicada com a nova legislação e o papel do contador dentro das campanhas está em destaque, já que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou uma série de mudanças com o objetivo de trazer transparência para as eleições 2016.

Uma das mudanças de maior impacto fica por conta das doações para campanhas eleitorais: saem em empresas e entram as pessoas físicas. As eleições 2016 serão as primeiras em que empresas ficam impedidas de fazer doações. Com isso, aumenta a importância e a necessidade dos candidatos conquistarem doações de seus eleitores e simpatizantes.

Cada doação recebida precisa ser informada à Justiça Eleitoral no prazo máximo de 72 horas. Anteriormente, essa prestação de contas acontecia apenas no final da campanha, quando era informado ao TSE o valor total de contribuições recebidas. 

Para viabilizar o recebimento das doações de pessoa física, existem soluções on-line que funcionam como uma interface amigável para o doador e, ao mesmo tempo, fornece todas as informações e registros que o contador precisa para garantir a segurança daquela transação. Este sistema fica no site do candidato e funciona de forma similar a um e-commerce.

A Guest - empresa brasileira pioneira no desenvolvimento de soluções para Internet - possui um sistema de recebimento de doações eleitorais que já foi utilizado por mais de 50 candidatos desde 2010, ano em que lançou a primeira versão da sua ferramenta. O sistema foi utilizado por candidatos a diversos cargos de mais de 16 partidos. Único sistema testado e utilizado nas últimas três eleições, o “Doação Eleitoral Legal” traz transparência para o processo e agiliza o trabalho do profissional de contabilidade. Isso garante segurança para candidatos, partidos e contadores.


Conheça mais: http://doacaoeleitoralegal.com.br/

Nenhum comentário: