Caixa aumenta restrição para financiamento de imóveis usados

Quem pretende financiar um imóvel usado vai ter de correr atrás de mais recursos próprios a partir de 4 de maio. Os imóveis financiados com dinheiro da poupança (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo) só poderão contar com 50% dos recursos nas operações do Sistema Financeiro de Habitação (SFH). 

Até agora, o limite era de 80%. Ou seja, o mutuário só precisava ter 20% do valor total do imóvel. 

Segundo nota divulgada pela Caixa, a decisão foi tomada porque o banco pretende ter foco neste ano nos empréstimos para imóveis novos, especialmente para habitação popular – especialmente do Minha Casa, Minha Vida (MCMV) e recursos do FGTS.

2 comentários:

Luiz Vargas disse...

Resumindo:
A CEF está quase falida e os recursos do FGTS estarão sendo direcionados por este desgoverno podre de corruPTo para tapar os ROMBOS DO BNDES.
Assim o BNDES terá fôlego para continuar emPresTando o dinheiro dos trabalhadores brasileiros para as ditaduras bolivarianas da américa latrina. Vai ocorrer o mesmo que ocorreu com o dinheiro do fundo de pensões dos correios que foi aplicado em negociatas podres na Argentina.
Este desgoverno de corruPTos não dá um pio a resPeiTo, mas o programa eleitoreiro "minha casa melhor" deu um tremendo prejuízo para a CEF, uma vez que os caloteiros que tomaram empPrésTimos acham que foi uma benevolência do governicho PeTralha e que não precisam pagar ou devolver o que foi tomado como emPrésTimo. Encararam o "minha casa melhor" como uma espécie de bolsa família.
A classe média neste caso dos financiamentos de imóveis usados mais uma vez se fod......
Este governo podre está mirando os financiamentos habitacionais com fins eleitoreiros e eleitorais mirando o próximo ano.

Anônimo disse...

Esta medida irá desvalorizar imóveis usados e valorizar os novos. Mas uma medida a favor das empreiteiras e em detrimento ao trabalhador. Aquele que tem os 50% em dinheiro será beneficiado, aquele que conta com a venda do seu imóvel terá mais dificuldade para vender. PT, partido que foi dos trabalhadores.