Padilha nega pedido ao Comitê de Dilma para ajudar campanha de Sartori

Na nota que vai a seguir na íntegra, o deputado Eliseu Padilha diz que não pediu dinheiro ao Comitê de Dilma e nem para ninguém, visando auxiliar financeiramente a campanha de Sartori. Padilha disse ao editor que a Folha apanhou mal suas informações. Leia a nota:
 
1 – Auxiliei ao Presidente Michel Temer a distribuir os recursos que foram recebidos por ele e pelo PMDB nacional, para a campanha deste ano, em todos os estados do Brasil;

2 – Muitos foram os pedidos que recebi das campanhas de companheiros do Rio Grande do Sul, e, atendendo a tais pedidos, nossos companheiros do PMDB gaúcho receberam, com a assinatura de Michel Temer, como presidente do PMDB ou como Candidato a Vice Presidente da República, recursos destinados a candidatos a Deputado Estadual, Deputado Federal, Vice-Governador e Governador do Estado. Também foram custeadas pela conta de Campanha de Michel Temer, e distribuídos em todo o estado, dezenas de milhões de colinhas que tinham como candidatos Deputado Estadual, Deputado Federal, Senador e Governador do PMDB gaúcho;

3 – Não foi dito por mim, nem está escrito na matéria da FOLHA DE S.PAULO de ontem, sexta-feira, 31.10.2014, na página A4, que pedi qualquer recurso para a campanha de Sartori. O que digo em tal matéria é: “Pedi dinheiro ao Comitê de Dilma até a véspera da eleição”. Não especifiquei para o que ou para quem seria destinado, pois nossa missão era viabilizar auxílio para os companheiros partidários em todo o Brasil;

4 – A matéria não vincula minha fala a Campanha de Sartori. Nem poderia vincular, pois eu não citei a ninguém. Alias não sei de nenhuma dívida da Campanha de Sartori. Tal  vinculação é de responsabilidade de quem a fez;

5 – Por decisão da Justiça Eleitoral a prestação de contas da campanha do Vice-Presidente da República é conjunta com a do Presidente;

6 - Quem não leu ou quem teve dificuldade com o vernáculo de dita matéria da Folha de S.Paulo e/ou não sabe dos contatos promovidos por aqueles que tinham a difícil missão de viabilizar recursos para a campanha que findou, deveria se abster de fazer voluntariosas e oportunistas manifestações, pois, uma vez contraditadas, elas comprovam sua irresponsabilidade e seu desconhecimento quanto ao que aconteceu na exitosa campanha que findou.


3 comentários:

Anônimo disse...

Padilha, "O ADIVINHÃO!

Capitão Caverna disse...

Este Senhor é o mais avião de todos os ex-políticos, o Lula 9 dedos, seria Santo perto dele, este sujeito ainda bem que esta já no fim da linha na carreira política, ele ainda dá uns suspiros, mas já foi abatido, só esta agonizando. Vai prá casa Padilha.

Anônimo disse...

Polibio,

eis o Sr. Padilha de volta ao centro da cena, no seu devido lugar. A capa da IstoÉ faz o diagnóstico. Parabéns Sr. Espinha com Dobradiças". O político que mais causa náuseas no Brasil atualmente, chama-se Eliseu Padilha. Só. Carlos Beschorner