Tarso cala diante de novo atropelo de Dilma sobre os Estados

Dócil diante dos atropelos promovidos pelo governo Dilma Rousseff, o sr. Tarso Genro ainda não abriu a boca sobre a decisão do Planalto de mandar a Força Nacional para os Estados, mesmo sem pedido e autorização dos governadores.

. Trata-se de quebra do pacto federativo e de intervenção disfarçada nos Estados.

. O decreto saiu em março.

. Ele criou aquilo que a oposição e os movimentos sociais já chamam de Guarda Pretoriana de Dilma.

4 comentários:

Anônimo disse...

Como disse o Deputado Onix Lourenzoni na Tribuna da Câmara,"Fizeram a Guarda Pretoriana".Acho que é o Comunismo vindo a galope.Pobre Brasil, querem inibir o Ministério Público para não fazerem invistigação e entrar na seara da segurança pública dos Estados.

Anônimo disse...

Por falar nisso, esses "médicos" cubanos virão aqui treinar as Milícias Bolivarianas Brasileiras (Tonton Macoute do Lulla). Como fizeram na Venezuela....
@fitzca

Anônimo disse...

Quem não deve não teme.

A força Nacional, para conhecimento do editor por ser requisita pela Justiça Eleitoral, que alias, todas as eleições sempre requisita o exército em Estados, com Alagoas, governado pelo PSDB.

Anônimo disse...

Que tristeza tudo isso. Essa gente nunca me enganou, são lobos em pele de cordeiro.
Depois, quando as FA fazem uma intervenção, falam em golpe, ditadura, etc...
Mais uma vez o mesmo filme ...