Justiça cassa outro prefeito eleito do PT. Desta vez caiu o prefeito de Vacaria.

* Clipping jornal O Pioneiro, Caxias

Na sessão desta segunda-feira, desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) decidiram pela cassação de mandato do prefeito reeleito de Vacaria,  Eloi Poltronieri (PT), e da vice Vera Marcelja (PDT). Eles respondem a uma ação movida pela coligação Juntos por Vacaria, adversária no pleito de outubro, por uso da máquina pública na campanha eleitoral. A coligação questiona a distribuição de um informativo da prefeitura de Vacaria no ano passado. Segundo a representação, a tiragem seria superior a 70 mil exemplares, entregues após o início da campanha, no dia 7 de julho. Poltronieri afirma que foram 30 mil informativos distribuídos pelos Correios até 5 de julho.

- A publicidade foi feita dentro dos prazos e valores legais. Todos os prefeitos fazem isso porque precisam tornar públicos os seus atos. Estou muito tranquilo por causa disso. Não foi esse informativo que decidiu o resultado da urna, foi a vontade da população - garante o prefeito. Poltronieri e Vera irão recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral. Como a decisão do TRE tem efeito imediato - o que exigiria o afastamento do prefeito e da vice, a posse do presidente da Câmara na chefia do Executivo e a realização de nova eleição - eles pedirão para permanecer no cargo até o julgamento do recurso.

2 comentários:

Anônimo disse...

Vou comemorar só quando os eleitores cassarem os políticos do PT, aí sim vou acreditar no Brasil.

Biriva do Cerro do Tigre disse...

Está no DNA dos administradores petralhas desviar dinheiro público em proveito próprio. Começa em Brasília e espraia (lembram quem disse essa pérola) por todos os rincões do país!!!