Bom Gosto sofre junto com a LBR Lácteos

Não parece nada bem das pernas a LBR, Lácteos Brasil, empresa resultante da fusão da empresa gaúcha de laticínios Bom Gosto com a LeitBom, do grupo Nonticiano Participações.

. Quem não está gostando da história é o BNDES, que ajudou a Bom Gosto em 2007, adquirindo17% do seu controle, enfiando mais R$ 700 milhões quatro anos depois na formação da LBR, da qual ficou com 30,3% das ações.

. O BNDES segue a lógica dos governos Lula e Dilma, que querem criar pelo menos um grande gigante global em cada ramo industrial.

. Acontece que a novíssima LBR fechou 2011 com prejuízo e repetiu a dose em 2012. Já foram suspensas 5 das 16 marcas de leite e fechadas 11 das 31 fábricas (outras cinco serão fechadas).

- O BNDES está particularmente contrariado porque pelo contrato dos R$ 700 milhões de 2011, a empresa deveria ter antecipado o resgate dos papéis emitidos para representar o valor, depois do resultado muito ruim de 2011, mas houve um pedido de waiver e o assunto ainda está em exame. 

4 comentários:

Anônimo disse...

porra, o BNDES eh sócio de praticamente tudo o que ha no pais!!!

usaram o banco para intervir no mercado privado!

Anônimo disse...

Políbio,

Onde a Dilma põe a mão, apodrece tudo!!

É só replicar esta situação pelo Brasil afora e verá o descontrole que esta "louca" esta produzindo na economia.

O Gov. Dilma acabou em 31DEZ2013!!

JulioK

Justiniano disse...

Grande gigante global já conseguiram disparado ser o governo mais corrupto da história. Hoje o Paraguai e outros latinos neste área são pequenos trombadinhas.

Porque o tal BNDES não vai cobrar de Evo Morales os milhões de dolares aplicados lá e o empréstimo para refinaria do moribundo Chavez, ninguém cobra!!!

Anônimo disse...

Spot on with this write-up, I really think this amazing
site needs much more attention. I'll probably be back again to read more, thanks for the advice!

Here is my page no credit check loans vancouver
Also visit my webpage :: unsecured loans bad credit lenders only