PT do RS rifa e não recebe Zé Dirceu

Sem encontrar em Porto Alegre o governador Tarso Genro, em viagem pelo interior, e também sem conseguir espaço nas agendas do deputado Raul Pont, presidente do PT, e do ex-governador Olívio Dutra, o subchefe do Mensalão, José Dirceu, desistiu de viajar esta semana para Porto Alegre.

. José Dirceu busca apoio das regionais do PT.

. No RS, seu único aliado visível dentro do Partido é o deputado Paulo Ferreira.

- Zé Dirceu é considerado persona non grata no PT do RS. 

5 comentários:

Anônimo disse...

Mas par tem para ele !!!!!!!!

Luiz Vargas disse...

Paulo Ferreira?
Por que o Zé Dir$eu tem por aliados sempre os te$oureiro$ do ParTido?

Anônimo disse...

Cachorro magro morde cachorro gordo.

Anônimo disse...

É a decadência anunciada. Bem feito!

Joao Coragem disse...

Polibio, enquanto o neo-ATRASO-socialista Tarso Genro continua com seu turismo infanto-juvenil em Cuba, outros jogam de forma profissional e assertiva buscando investimentos para seu Estado. favor divulgar este clipping

Anastasia apresenta Minas nos EUA

Diário do Comércio - BELO HORIZONTE - (MG) - 27/11/2012 - Economia

O governador Antonio Anastasia se reuniu ontem, em Washington D.C., nos Estados Unidos, com empresários americanos, potenciais investidores de grandes empresas, quando apresentou as potencialidades do Estado e os avanços socioeconómicos alcançados nos últimos anos.

Minas é a terceira maior economia do Brasil e segundo Estado exportador. O encontro foi organizado pela seçào americana do Conselho Empresarial Bra-sil-Estados Unidos (Brazil-U.S. Business Council) e pelo Brazil Institute do Woo-drow Wilson Center.

Cerca de 40 representantes de empresas e instituições americanas, entre elas Alcoa, FedEx, Global Latitudes, John Deere, Kenbridge America, Kennedy Consulting International, Lockheed Martin. McLarty Associates, Oracle, SAP, Shell, The Cohen Group, U.S. Business in Brazil, Única, ALCDA, Altrius Group e interessados na economia mineira, assistiram à apresentação do governador.

"Minas, felizmente, tem apresentado um crescimento constante. Na última semana, o IBGE divulgou os indicadores do crescimento do PIB brasileiro entre 2002 e 2010 e, em termos proporcionais de cada Estado, estamos muito orgulhosos de dizer que Minas Gerais ficou em primeiro lugar no aumento de participação percentual no PIB brasileiro. Isso demonstra, de fato, a robustez e solidez da nossa economia", afirmou.

Anastasia falou sobre o esforço em criar um ambiente favorável aos negócios, de forma a atrair mais investimentos estrangeiros.
"A economia mineira, durante muitas décadas calçada no minério de ferro, se robusteceu nos últimos anos. Houve um empenho muito grande de incluir as etapas da cadeia do minério, agregando valor ao produto e exportando também os produtos finais. Como resultado desses esforços para diversificar a economia, comemoramos a instalação da primeira fábrica de semicondutores, a SIX, além de grandes investimentos na indústria química e no polo aeronáutico do Estado", comentou.

Durante o encontro, o governador destacou também o programa de parceria público-rivada (PPP) que recentemente, recebeu prémio de Melhor Programa de Parcerias Público-Privadas do Mundo em 2012, concedido pela revista britânica World Finance.

Segundo Anastasia, Minas se orgulha por ter um património muito valioso, além de um capital humano de altíssima qualidade e as melhores universidades, que servem de atrativos para os investidores. "A despeito dos números robustos da econo-mia, Minas ainda é um Estado pouco conhecido internacionalmente", destacou, após lembrar que o Estado, cm 2010, concentrava 9,3% do PIB brasileiro.

Nos nove primeiros meses do ano, os investimentos anunciados em Minas Gerais totalizaram R$17,93 bilhões, com geração de 23.276 empregos diretos e 35.690 empregos indiretos, em 124 projetos. A mineração respondeu por R$ 8,93 bilhões dos investimentos formalizados, a metalurgia por R$1,1 bilhão. Investimentos formalizados para o setor energético somam R$ 699,3 milhões e para o automotivo R$ 189,2 milhões.