Lewandowski, esta tarde, livrará o deputado João Paulo Cunha da acusação menor,mas irá condená-lo pelo crime maior do Mensalão


- A sessão de hoje está marcada para começar às 14h e será transmitida ao vivo pela TV Justiça (canal 53-UHF em Brasília), pela Rádio Justiça (104.7 FM em Brasília) e também pela internet. Aí lado, na imagem de TV, você poderá ver tudo ao vivo, bastando clicar na área. 

O site www.veja.com.br postou esta informação sobre o julgamento desta tarde:

O revisor do processo do mensalão no STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski, deverá votar nesta quinta-feira (23/08) pela absolvição do deputado petista João Paulo Cunha em um dos crimes aos quais responde.
Segundo interlocutores, ele deverá divergir do relator Joaquim Barbosa quanto à contratação feita por João Paulo Cunha, quando presidente da Câmara (2003-2004), da empresa do jornalista Luis Costa Pinto.
A acusação diz que houve desvio de dinheiro público, já que a empresa teria prestado assessoria pessoal a João Paulo.
Enquanto Barbosa avalia que o crime de peculato ficou evidenciado neste ponto, Lewandowski deverá alegar que o trabalho da empresa era realmente destinado ao assessoramento institucional, não pessoal.
Interlocutores do ministro reconhecem que o ponto mais delicado da acusação contra João Paulo é o recebimento de R$ 50 mil de Marcos Valério num saque feito por sua mulher numa agência do Banco Rural.

6 comentários:

Anônimo disse...

As ratazana pira

Anônimo disse...

BATEU NA TRAVE!
O ministro LEWANDONOBOLSOWSKY entendeu que a acusação não conseguiu provar que houve o crime. kkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

A mãe dina, digo, o editor quase acertou.


Vai tentando, digo chutando, que uma ora desses vai que acerta.

Anônimo disse...

Lewando no bolsowski vai livrar todos os que carregam a insignia de petistas. Só vai condenar os que não são descaradamente pts. E vai condenar por todos os crimes possíveis o roberto jeferson. será capaz de atribuir a ele as culpas do chefão, do co-chefão, do sub-chefão, etc

Anônimo disse...

Parece que o Políbio não conhece as ratazanas com as quais estamos lidando.

Anônimo disse...

Parece que o Políbio não conhece as ratazanas com as quais estamos lidando.