PSDB escolherá entre Marchezan Júnior e Wambert neste domingo. Yeda não será candidata.

O PSDB é o último dos grandes Partidos de Porto Alegre que fará convenção. O evento foi agendado para a Câmara de Vereadores.

. Disputarão a preferência dos convencionais: Marchezan Júnior, deputado Federal, e Wambert Di Lorenzo, advogado de Porto Alegre.

. Nas últimas horas, o PSDB nacional fez pressão para que os dois candidatos desistissem em favor da candidatura única da ex-governadora Yeda Crusius, que rejeitou a proposta.

4 comentários:

Fernando disse...

Yeda Crusius foi uma grande governadora, inegavelmente. Junto com Ântonio Britto foram os melhores governadores do RS das últimas décadas.

Largaram de mão o botoquismo "cetêgista" guasca anti-tudo, tentaram botar um freio no Estado que só serve aos funcionários públicos e suas coorporações.

Foram vítimas da sabotagem petista e da esquerda cretina e também de conservadores ainda presos a mentalidade bovina rural-interiorana que os babacas sulistas gostem de cultivar. Sem esquecer o monstro coorporativista do funcionalismo público, do mais humilde brigadiano, que reclama com jutiça por aumento salarial, aos deslumbrados membros do judiciário e MP trancafiados em suas torres de marfim.

Infelizmente a personalidade de Yeda Crusius parece não acompanhar seu perfil como excelente administradora. Nelson Marchezan Júnior devia ser seu maior aliado, já que é o ÚNICO deputado que ataca frontalmente os nababos e marajás, inclusive do JUDICIÁRIO, que vivem em suas bolhas blindadas longe da realidade de quem sustenta seus altos salários.

Chega de Estado que só serve a parcelas privilegiadas do funcionalismo, chega de sustentar os delírios de consumo do exército de concurseiros que anda por aí.

Wambert di Lorenzo? Já o ouvi, parece ser um homem muito inteligente, de cultura superior, um conservador intelectualizado, superior a alguns "almirantes" histriônicos por aí. Que não conseguem sustentar um debate sem copiar idéias alheias ou agredir os conservadores que ousam discordar do "almirantado".

Mas o momento é eleitoral, e em momentos eleitorais Maquiavel deve ser lido, ter seus trechos mais importantes grifados e fundalmentalmente APLICADOS.

Nelson Marchezan Jr. pode não ter o brilho intelectual de Wamber di Lorenzo, mas tem mais penetração eleitoral que seu oponente no PSDB.

Esta briga isolou o partido, e o PSDB irá concorrer praticamente sozinho, e com risco de ter, perdoe-me o professor e advogado Wambert, um desconhecido na vida política da cidade como candidato.

É hora do PSDB buscar um espaço da sociedade que é tratada a pão e água. A iniciativa privada, os empreendedores, os micro e pequenos empresários, aqueles que vivem no mundo real. Os torturados pelos impostos descomunais, sem nenhum retorno e todo enterrado nas folhas de pagamentos. Os extorquidos pela miserável Justiça do Trabalho, que de "justiça", só tem o nome. Pela legislação trabalhista fascista, herança da "Era Vargas", aonde o empregador é tratado feito bandido. Pela "burrocracia" dos estaveis que se lixam para a qualidade ou sequer necessidade da sua presença na máquina estatal.

Mas infelizmnete o PSDB é vive devastado internamente, onde as rusgas deixaram de ser políticas e passaram a ser pessoais. Não é a toa que um partido tão significante nacionalmente é tão fraco no RS mesmo após ter eleito uma administradora brilhante como Yeda Crusius.

Fernando Martins

Anônimo disse...

Suponho que deve haver inteligência dentro do PSDB em Porto Alegre.
Certamente escolherão o melhor candidato.

Anônimo disse...

PSDB NAcional = a José Serra. Quem ousar a enfrentar Serra se quebra dentro do Partido.

PSDB Estadual = a Marchezam Jr o dono da verdade.

Anônimo disse...

Desde quando o PSDB é um grande partido em Porto Alegre?