Artigo, Samuel Pessôa, Folha - A velha e a nova esquerda

A esquerda tradicional levanta-se da mesa e diz não; a nova faz o acordo e diz sim.

Ao lado, Marlon Santos, deputado federal do PDT do RS, ex-presidente da Assembleia e ex-prefeito de Cachoeira do Sul, que também votou pela reforma da previdência, mas mantém sua posição à esquerda.

O caso dos 19 deputados dissidentes do PDT e do PSB, com destaques para os jovens Tabata Amaral, pelo PDT de São Paulo, e Felipe Rigoni, do PSB do Espírito Santo, tem causado na imprensa.

O governo envia uma proposta de reforma da Previdência. A esquerda tem diversos reparos. A esquerda tem outra proposta. Governo, esquerda e, principalmente, o centrão negociam. Diversos pontos criticados pela esquerda são retirados por intervenção do centrão.

A esquerda tradicional levanta-se da mesa e diz não. A nova esquerda faz o acordo e diz sim.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

10 comentários:

Anônimo disse...

Os canalhas da esquerda podre e traidora foram desmascarados. Estão atolados, eles mesmos, usufruindo do melhor que o capitalismo pode dar, mas para o povo querem a miséria do comunismo. Todo dirigente esquerdista é um capitalista manhoso é enganador.

Anônimo disse...

Essa "nova esquerda" será empurrada para a direita pela " sempre" esquerda. Essa gente não deixa vozes dissonantes entre elas. Tem que rezar pela mesma cartilha. Se não apoiar Maduro, Cuba, Angola, se não negar todas as propostas do governo, se não pedir Lulalivre, se não for puxadinho do PT então é fascista. Assim que eles agem.

Anônimo disse...

Trabalhistas, no RS, nunca foram de esquerda, por regra.

O autor não deve ser gaúcho.

Anônimo disse...

Esse ai é é outro que o trem não pega.kkk

Anônimo disse...

A ESQUERDA " TRADICIONAL" DO BRASIL É PODRE, ARCAICA,ATRASADA, ALIADA AO QUE DE PIOR EXISTE , A CUBA, POBRE E PODRE, DO SÉCULO PASSADO .!!! TIA GLÓRIA.

jean valente disse...

Um artigo bem como o diabo gosta.
A velha esquerda apresenta uma característica de ostensividade contra o progresso econômico das pessoas, como feras querem a imposição de uma ditadura à força e nivelação por baixo.
A tal nova esquerda é mais perigosa, mais enganosa, mais sutil, segue melhor a furtividade de Gramsci e trabalha para "fazer crer que o perigo não existe".
Os iludidos desta seita são os novos induzidos a se passar por "bonzinhos", aparentemente concordam com a racionalidade e com a lógica do Universo, propagam elevar tudo ao nível universitário, prestigiando uma bonitinha e rósea cultura dirigida, procurando conquistar a confiança e os corações das vítimas as sua mentes. Já não falam tanto sobre os "coitadinhos".
São os iludidos úteis dos caídos, agem como víboras, aguardado um comando para o bote mortal contra as anestesiadas nações, contra a humanidade, contra a população reduzida a 10% da atual e capturar as pessoas remanescentes para transforma-las em uma "pasta", como descrito no livro Admirável Mundo Novo.
Todo o cuidado é pouco

Unknown disse...

Acho que o político que consciência da importância de sua função têm que dialogar não só votar contra a posição do governo. Mas esta esquerda jurássica, comunista, corporativista e parasita têm que acabar.

Anônimo disse...

POSIÇÃO FALSA!

Se é de esquerda não tem que votar naquilo que pode trazer progresso.

ESQUERDA quer o domínio sobre mentes e corpos dos outros, o progresso impede isto.

Anônimo disse...

Quem vota contra o trabalhador é de direita.

Anônimo disse...

O povo não esquece quem votou contra ele.