Homens de 25 a 34 anos, graduados, são os que mais aprovam o governo Bolsonaro

Eis os segmentos que mais aprovam o governo Bolsonaro em SP (leia nota abaixo):

Homens, 25 a 34 anos, graduados em universidades. Pobres e ricos aprovam com índices praticamente iguais (546,1% e 57,4%).

7 comentários:

Anônimo disse...

Claudio Humberto: 30,7 bilhões de reais foi o quanto os governos petistas de Lula e Dilma desviaram do BNDES para quatro países. São números parciais do rombo que deixaram. Esses - e outros - são os verdadeiros crimes de Lula. Triplex e sítio? Merrecas ...

Anônimo disse...

INDICADOR DE EMPREGO DESABA COM FIASCO DO GOVERNO BOLSONARO:

A intenção das empresas em contratar novos funcionários registrou em março o seu pior resultado em cinco meses, segundo dados da FGV; Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp), que antecipa os dados sobre o mercado de trabalho teve queda de 5,8 pontos e chegou a 93,5 pontos no mês, menor nível desde outubro do ano passado; no trimestre encerrado em fevereiro, a taxa de desemprego no Brasil subiu para 12,4%, alcançando 13,1 milhões de pessoas, segundo o IBGE; quando o indicador do IBGE, respeitado internacionalmente, foi divulgado, Bolsonaro atacou o instituto; agora a FGV confirma que o desemprego está em alta com o fiasco do governo....

09/04/2019 - BRASIL 247

Anônimo disse...

BOLSONARO ANUNCIA ENTREGA DA AMAZÔNIA AOS EUA

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta segunda-feira (8) um novo ataque à soberania brasileira, em subserviência a Donald Trump; desta vez, prometeu entregar a Floresta Amazônica para a exploração de empresas norte-americanas; "Quero explorar a região amazônica em parceria com os Estados Unidos", disse Bolsonaro em entrevista à Jovem Pan; segundo ele, o que atrapalha a exploração na floresta com a maior biodiversidade do planeta é a "indústria da demarcação"; "A demarcação que eu puder rever, eu vou rever"

8 DE ABRIL DE 2019 - Brasil 247

Anônimo disse...

DEPUTADOS QUEREM QUE GOVERNO EXPLIQUE “ÁREAS RESTRITAS” SOB COMANDO DOS EUA:

O acordo pelo qual Bolsonaro deu de mão beijada o controle da Base de Alcântara a Donald Trump durante sua viagem aos Estados Unidos corre o risco de não ser aprovado pelo Congresso Nacional, tal como ocorreu com o proposto pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso em 2000;. a batalha no Legislativo começa nesta quarta-feira (10) com audiências em comissões temáticas da Câmara dos Deputados

9 DE ABRIL DE 2019 - Brasil 247

Ivan Vilis disse...

Quem pensa, ou tem tempo para pensar, que raciocina e tem responsabilidade, já sentiu os nefastos eflúvios emanados pela grande mídia dominada pelas varas de gordos "faustos" e não se deixa enganar.

Anônimo disse...

São índices de que o povo acordou e isso é muito bom para o crescimento do país. Parabéns ao povo brasileiro, antes tarde do que nunca.

Anônimo disse...

PAULO GUEDES INOCENTA LULA: NÃO ROUBOU UM TOSTÃO:

Ministro da Economia, Paulo Guedes, confronta o discurso do governo Jair Bolsonaro e do próprio ministro da Justiça, Sérgio Moro, e diz que o ex-presidente Lula "não roubou nenhum tostão"; "Estamos convencidos de que Lula não roubou um tostão. E seu patrimônio prova isso. Ele não teve foi quem o avisasse do que acontecia em torno de seu governo. Acabou vítima do jeito de fazer política no Brasil. Serve como exemplo", disse Guedes durante reunião com seis presidentes de Tribunais de Contas estaduais...

09/04/2019 - Brasil 247